Canal
Geral

Lide Mulheres Empreendedoras debate a globalização

Por: Grupo Lide. 26 de Outubro de 2015

Mônica Herrero, CEO da Stefanini; Adriana Rodrigues, da Apex-Brasil; Sônia Hess de Souza; presidente do Lide Mulher; e Esther Schattan, sócia da Ornare, contaram como enfrentaram o desafio de expandir seus negócios para fora do Brasil, durante o Seminário Lide Mulheres Empreendedoras, que lotou o Auditório da Gocil, na noite de 21 de outubro, em São Paulo.

Foto: Fredy Uehara.
Mônica Herrero, CEO da Stefanini; Adriana Rodrigues, da Apex-Brasil; Sônia Hess de Souza, presidente do Lide Mulher e Esther Schattan, sócia da Ornare.

Adriana Rodrigues, coordenadora de Competitividade da Apex-Brasil - Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, destacou as ações da Apex para desenvolver empresas e negócios do Brasil para o mundo. "O Brasil tem 20 mil empresas exportadoras e, destas, 12 mil são atendidas pela Apex-Brasil em projetos voltados a promover as exportações e a cultura exportadora. Com o novo projeto para o segmento de mulheres pretendemos incorporar mais 6.000 empreendedoras no esforço exportador.", enfatizou.

Um exemplo do sucesso na exportação de produtos e serviços foi apresentado por Esther Schattan, sócia da Ornare, do mercado de móveis planejados do segmento de luxo. Após ter consolidado a marca no mercado nacional, a executiva impôs o novo desafio de expandir fronteiras. "O desafio foi grande, mas o segredo é que todas as pessoas no mundo gostam de produtos de qualidade, o que já fazíamos aqui no Brasil.", relatou a empresária que mantém escritórios em Dallas e na Cidade do México.

Sônia Hess de Souza, presidente do Lide Mulher e moderadora do encontro, também compartilhou sua experiência. "A internacionalização da Dudalina começou com um pequeno espaço dentro de uma loja em Milão. Hoje, a marca tem loja própria em uma importante rua da cidade italiana. A minha coragem tem que ser maior do que os meus medos.", afirmou.

Mônica Herrero, CEO da Stefanini, multinacional brasileira de produção de softwares que atua em 30 países, contou que a sua trajetória serviu de inspiração para sua filha, que acabou de se formar na faculdade. Ela conta que, apesar do cotidiano agitado, a filha não sentiu a falta da mãe, pelo contrário. Mônica falou sobre o desafio de equilibrar a carreira, com o marido e filhos. A executiva lidera 11 mil pessoas no Brasil.

Com patrocínio da Apex-Brasil, o Seminário Lide Mulheres Empreendedoras contou com o apoio da Gocil e as rádios Bandeirantes e Band News. Como fornecedores oficiais estavam CDN Comunicação e Eccaplan. L'Officiel, PR Newswire, Revista Lide, TOP Magazine e TV Lide foram mídia partners.

 

 

 

Tags: