Canal
Geral

Investidores vão processar Facebook

Por: 0 24 de Maio de 2012

Alardeado no mundo inteiro, especialmente pelos grandes sites brasileiros de comunicação e economia, como o grande movimento econômico do ano, o IPO do Facebook na Nasdaq vai parar nos Tribunais por falta de transparência. Isto porque, Phillip Goldberg, que reside em Maryland, está buscando compensações em nome de todos os investidores que perderam dinheiro porque a Nasdaq atrasou ou lidou de forma errônea com seus pedidos de compra e venda ou cancelamento de papéis do Facebook em 18/05 (na última sexta-feira), dia em que o gigante das redes sociais abriu o capital. [caption id="attachment_62980" align="aligncenter" width="400" caption="Operações de Marc Zuckerberg sob suspeita (Foto: François Durand)."][/caption] As ações do Facebook, que estrearam na sexta-feira cotadas a 38 dólares, perderam 20% de seu valor nos três primeiros dias de cotação. Na terça-feira, foi denunciado o fato de que os três principais Bancos que atuaram como agentes emissores haviam rebaixado suas previsões sobre os papeis do Facebook e teriam alertado apenas aos grandes acionistas. O elevado acesso por meio de celulares deve reduzir as receitas com propaganda na rede social de Mark Zuckerberg. A ações do Facebook voltaram a cair na terça-feira, à medida que dois dos principais reguladores financeiros dos Estados Unidos exigiram uma avaliação das circunstâncias em torno de sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), na semana passada. As perdas pressionaram os papéis ligados à área de tecnologia, dando a investidores, que continuaram perturbados pela situação na Europa, poucos motivos para comprar ações do setor após um rali na segunda-feira. O papel do Facebook despencou 8,9%, fechando a US$ 31, enquanto crescem dúvidas sobre a avaliação da companhia após a Reuters noticiar que o Morgan Stanley, principal subscritor da operação, reduziu as previsões de receita para a rede social pouco antes do IPO. Com esse preço, a empresa perdeu cerca de US$ 17 bilhões em capitalização de mercado ante o preço inicial. Os dois pedidos de avaliação, pela presidente da Securities and Exchange Commission (SEC), Mary Shapiro, e pelo presidente do Finra, Rick Ketchum, somaram-se à pressão sobre a empresa, seus subscritores e a Nasdaq, já que todos foram acusados pela estreia caótica do papel e sua queda

Tags: