Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Instituto Ayrton Senna promove ação #DoeLetras

Por: 0. 10 de Junho de 2015

Instituto Ayrton Senna lançou na última segunda-feira, 8 de junho, a ação de marketing sustentável Doe Letras”, cuja mecânica de participação é simples: qualquer pessoa que fizer uma doação para a organização, a partir de R$ 30,00 mensais, recebe como presente de boas-vindas um chaveiro exclusivo com a letra de sua escolha. A doação deve ser feita por meio do site oficial da ação sustentável. Outra forma de participar do movimento é baixar a letra que quiser no endereço eletrônico e utilizá-la como imagem de perfil nas redes sociais. Diversas personalidades e empresas já estão participando. aurtonsennadoeletrasPara potencializar ainda mais a iniciativa, a agência Mood criou uma ação de marketing promocional que vai surpreender o público ao retirar algumas letras dos títulos das notícias de importantes veículos de comunicação. Com palavras incompletas em suas principais chamadas, os jornais O Lance! e Metro, os portais IG, Bolsa de Mulher e Adoro Cinema e a rede social Twitter, em um tuíte em sua página oficial, doarão suas letras ao instituto em publieditoriais, estimulando que os leitores façam o mesmo. A ação conta ainda com peças institucionais em sites como UOL, Globo Esporte, entre outros. Quem quiser também pode escrever mensagens sobre a ação sustentável nas redes sociais, deixando um espaço entre as letras, para simbolicamente mostrar que está doando aquelas letras, como no exemplo: "Vam_s acelerar j_ntos pela Educ_ção das crianças do B_asil?" Doei algumas letras para o Instituto Ayrton Senna, agora é sua vez: #DoeLetras. “Com o lançamento da Doe Letras, convidaremos mais pessoas a se tornarem doadoras do Instituto Ayrton Senna. Quanto mais gente se engajar na causa, teremos ainda mais condições de oferecer oportunidades para que crianças e jovens de todas as regiões do Brasil tenham a capacidade de desenvolver plenamente seus potenciais por meio da educação pública de qualidade.”, afirma Marco Crespo, diretor de negócios do Instituto.

Tags: