Canal
Geral

Instagram vira ‘vitrina’ para lojas virtuais em Manaus

Por: 0 11 de Novembro de 2013

O Instagram – rede de postagem instantânea de fotos pela internet –, desponta como um grande aliado para o comércio virtual em Manaus. Ao invés dos registros das baladas, passeios turísticos ou do próprio cotidiano, os usuários aproveitam a plataforma para vender objetos novos ou usados, transformando a ferramenta em uma verdadeira loja "on-line". Além da praticidade, a adesão ao Instagram foi uma forma encontrada pelos lojistas virtuais para escapar dos altos custos de aluguel e da manutenção que um empreendimento exige.

Há quase um ano, as irmãs Rebeca Oliveira e Andrea Barbosa largaram a Psicologia para se dedicarem em tempo integral à produção e venda de doces e salgados exclusivamente via Instagram. Andrea conta que o negócio começou de forma tradicional. "Vendíamos brigadeiros em repartições públicas e depois passamos a oferecer bolos e empadas diferentes, como as de queijo coalho com tucumã. A demanda foi crescendo e os amigos sugeriram que tirássemos fotos dos quitutes e publicássemos no Instagram. Deu certo", comemora. As irmãs criaram uma página no Facebook, uma conta no Instagram e batizaram a loja de "Doce com amor Ateliê". A página do Facebook não surtiu tanto efeito, mas com a publicação de fotos no aplicativo, em uma semana, as pequenas encomendas viraram grandes pedidos para festas. O apelo da venda instantânea também conquistou Thayane Miranda, 23 anos de idade, que ao engravidar, se viu com grande quantidade de roupas e sapatos que não serviriam mais. Por sugestão do marido e da sobrinha, abriu uma conta no Instagram exclusiva para vender os itens usados e em alguns meses passou a comercializar novas peças de vestuário na loja virtual "Bonequinha de Luxo". "Hoje, a média é de 15 entregas por dia na casa das clientes e vendo até para outros Estados. O Instagram é eficaz e não pretendo deixá-lo de lado", complementa.

Tags: