Canal
Geral

Goóc leva sustentabilidade a PDV no Metrô de SP

Por: 0 13 de Maio de 2013

A Goóc, empresa brasileira da produção de calçados, bolsas, cintos e demais acessórios fabricados com produtos reciclados, anuncia a inauguração de sua primeira loja exclusiva no Metrô de São Paulo. Até então, seus produtos eram encontrados somente em estabelecimentos multimarcas ou podiam ser adquiridos por meio de comércio eletrônico, além da venda pelos catálogos da Avon. A abertura da unidade Goóc marca o lançamento do programa de franquias da empresa, que pretende ter seis lojas operando até o final deste ano. Em 2013, a Goóc completa uma década de atividades.

Tendo o consumo responsável e sustentável como principal bandeira, a Goóc tem a sua primeira loja instalada dentro da estação Paraíso do Metrô de São Paulo, no entroncamento das linhas Azul e Verde. O empresário explica que a escolha por esse tipo de instalações tem relação direta com o conceito da marca. “Todos os nossos calçados são produzidos com borracha reciclada de pneus e os acessórios são feitos a partir da reutilização de produtos. Como a missão da Goóc é conscientizar os brasileiros sobre a necessidade de se ter um consumo responsável e que ser sustentável é cada vez mais viável, optamos por direcionar a abertura de nossos pontos de venda em locais onde o público utilize o transporte coletivo”, conta o empresário, que tem origem vietnamita. “Para isso, queremos fazer diferença não só após o fim da vida útil do pneu, que é a matéria prima principal para a fabricação de nossos calçados, mas também estar presente no cotidiano dos usuários dos transportes coletivos urbanos, que são menos poluentes e mais condizentes com o conceito de nossa marca, que incentiva atitudes conscientes”, Thái completa. Na loja da estação Paraíso há todos os principais destaques das linhas de produtos fabricadas pela Goóc, como sandálias, papetes, sapatilhas, bolsas, mochilas e muito mais. Para conferir as opções disponíveis, basta acessar o site oficial da fabricante ou a fan page do Facebook.

   

Tags: