Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Funcionários da Netflix protestam contra especial de Dave Chappelle

Por: Redação.. 21 de Outubro de 2021

Diante de uma greve planejada e liderada por funcionários trans e aliados, a Netflix emitiu uma declaração reconhecendo a ação: “Valorizamos nossos colegas e aliados trans e entendemos a profunda mágoa que foi causada.”, disse um porta-voz da plataforma. 

“Respeitamos a decisão de qualquer funcionário que escolha protestar e reconhecemos que temos muito mais trabalho a fazer tanto na Netflix quanto em nosso conteúdo.”, completa o porta-voz.

Leia também: Netflix abre loja virtual em parceria com o Walmart.

Funcionários trans e outros empregados da Netflix planejaram uma greve em protesto ao especial de comédia de Dave Chappelle, The Closer (2021), o qual contém piadas às custas de pessoas trans e LGBTQIA+

Dave Chappelle (Foto: Sean Rayforfd/Getty Images).

Conforme relata o Los Angeles Times, a paralisação, apelidada de “dia de descanso”, foi organizada pelo grupo de funcionários chamado Team Trans.

O comunicado também dizia: "Como já discutimos por meio do Slack, e-mail, mensagens de texto e tudo mais, nossa liderança nos mostrou que eles não defendem os valores pelos quais somos responsáveis [...] Entre os inúmeros e-mails e falta de respostas, nos disseram explicitamente que, de alguma forma, não podemos compreender a nuance de determinado conteúdo. Não sei você, mas pedir que mostremos toda a história e não apenas as partes que prejudicam as pessoas trans e [LGBTQ+] não é um pedido absurdo.”

Em um comunicado à Rolling Stone, um porta-voz da Netflix disse: “Os especiais de DaveChappelle são consistentemente os especiais de comédia mais assistidos na Netflix e ganharam muitos prêmios, incluindo um Emmy e um Grammy por Sticks and Stones (2019). Apoiamos a expressão artística de nossos criadores. Também encorajamos nossos funcionários a discordar abertamente. ”

Chappelle tem sido alvo de críticas crescentes por causa de piadas sobre pessoas trans e queer em especiais anteriores da Netflix. The Closer incluiu uma piada ostensiva comparando os órgãos genitais de pessoas trans com substitutos de carnes à base de plantas. 

Em outro momento, se autoproclamou TERF (uma feminista trans-excludente).

Após o lançamento do especial, os funcionários da Netflix começaram a usar um documento aberto de perguntas e respostas para levantar questões sobre como a empresa planeja lidar com a linha entre o comentário e a transfobia.

Três funcionários também foram brevemente suspensos após tentarem comparecer a uma reunião do conselho executivo, incluindo uma funcionária trans, Terra Field, que criticou o especial no Twitter.

A suspensão não estava relacionada aos comentários; Field e os outros dois foram restabelecidos desde então. No Twitter, Field disse que a Netflix não encontrou “Nenhuma má intenção em minha participação na reunião.”

Tags: transfobia | dave-chappelle | Netflix