Canal
Geral

Fórum Comunidade e Escola tem participação brasileira

Por: 0 12 de Novembro de 2013

Experiências brasileiras, como a do Programa pela Educação Integral, do Fundo Juntos pela Educação, serão discutidas no Fórum Comunidade e Escola: uma articulação para melhorar a educação, que acontecerá em Bogotá, na Colômbia, nos dias 14 e 15/11. O Fórum tem organização da Rede Interamericana de Fundações e Ações Empresariais para o Desenvolvimento de Base (RedEAmérica), e de membros do bloco colombiano da Rede. O objetivo do Fórum é apresentar e debater várias experiências latino-americanas, com diferentes enfoques, resultados e desafios, que propiciem subsídios para iniciativas e políticas que estimulem a articulação comunidade – escola. A RedEAmérica entende que a participação da comunidade junto a instituições educativas e outros atores é fundamental para melhorar os resultados da educação, em um contexto de corresponsabilidade. “Em situações de pobreza, escassez de recursos e de profunda desigualdade, o vínculo da escola com as organizações da comunidade e do entorno adquire maior relevância e também maior complexidade”, afirma Margareth Florez, diretora-executiva da RedEAmérica. O Fórum terá a participação, entre outros, de Horacio Álvarez Marinelli, especialista em educação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) na Colômbia; Oscar Sánchez, secretário de Educação de Bogotá e experiências internacionais em educação do Instituto Votorantim (Brasil), Fundação Promigas (Colômbia), Fundação Caicedo González (Colômbia), Instituto Arcor (Brasil), Associação Unacem (Perú) e Fechac (México), Fundação Minera Los Pelambres (Chile) e Fundação Genesis e Fundação Acesco (Colombia). O Instituto Arcor Brasil apresentará a experiência do Programa pela Educação Integral, do Fundo Juntos pela Educação, na Mesa Paralela 1: Participação de família e comunidade na criação de um entorno protetor e enriquecido para a aprendizagem. A mesa acontecerá entre 14h e 16h30, no dia 14/11, e também reunirá relatos de experiências desenvolvidas no Peru e no México.

Tags: