Canal
Geral

Filmambiente exibe produções sobre questões ambientais

Por: 0 23 de Agosto de 2013

De 30/08 a 05/09, acontece no Rio de Janeiro o terceiro Filmambiente, Festival Internacional de Audiovisual Ambiental, que neste ano contempla o tema Do DDT e Hormônios à Segurança Alimentar. O evento reúne 68 filmes das mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais, com o objetivo de provocar debates e contribuir para ampliar o conhecimento e a consciência sobre as mudanças comportamentais necessárias, de governos, empresas e indivíduos, pela preservação da vida no planeta. A Mostra Competitiva, que será realizada no Espaço Itaú de Cinema terá 12 documentários e 21 curtas-metragens, que vão concorrer aos prêmios do Júri Popular de Melhor Filme, Júri Oficial de Melhor Documentário, Melhor Curta-metragem e Prêmio de Relevância Jornalística, dado pela RBJA (Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental). Entre os longas, destaque para Queremos seu Dinheiro (Give us the Money), que conta a trajetória de luta de Bob Geldorf e de BonoVox em prol do fim da pobreza na África; Vertente: Uma nova Ética da Água para um novo Mundo (Wartershed: exploring a new Ethics for the new West), filme narrado e produzido por Robert Redford. E ainda Cabeça de Touro (Rundskop), indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro de 2012; Vida engarrafada: O Negócio da Nestlé (Bottled Life - Nestlé’s Business with Water), onde o jornalista suíço Res Gehringer investiga a empresa que domina o comércio mundial de água engarrafada; Caçadores de Frutas (The Fruit Hunters), que abre o evento, e a ficção Os Meninos de Kinshasa (Kinshasa Kids), que encerra o festival. [caption id="attachment_319620" align="aligncenter" width="562"] Filmambiente (Foto: Gabriel Brettas).[/caption] Outro grande destaque do Festival é o longa 740 Park Avenue: Dinheiro, poder e o sonho americano, do cineasta Alex Gibney, que dirigiu também o ganhador do Oscar de 2008, “Taxi to the Dark Side” e o indicado em 2006 “Enron: The Smartest Guys in the Room”, além de ter produzido filmes importantes, inclusive para Martin Scorsese. Já entre os curtas, o festival destaca o brasileiro “Joãozinho, Carne e Osso”, o italiano “O Cruzeiro da Casca de Banana” e o francês “23”. Nessa terceira edição, o festival terá cinco mostras paralelas: Do DDT e Hormônios à Segurança Alimentar; Planeta Ultrajado; Será mesmo só ficção; Agir+Mudar; “Carta branca” National Film Board. As mostras serão exibidas no Instituto Moreira Salles às 16h, 18h e 20h; no Museu do Meio Ambiente (às 13h30 e 15h30) e no Instituto Italiano de Cultura (às 18h30, de segunda à quinta-feira). O Instituto Moreira Salles e o Museu do Meio Ambiente não abrem às segundas-feiras. Em parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, a terceira edição do Filmambiente promove sessões de cunho social na Arena Cultural Chacrinha (Pedra de Guaratiba) e na Nave do Conhecimento (Parque Ecológico de Madureira).  

Tags: