Canal
Geral

Fiam já tem 80% de estandes definidos

Por: 0 27 de Julho de 2015

A oitava edição da Feira Internacional da Amazônia (Fiam) será realizada em Manaus entre os dias 18 e 21 de novembro deste ano, no Studio 5 Centro de Convenções. Segundo informações da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), cerca de 80% dos estandes de exposição já estão definidos. Promovido pelo órgão em parceria com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), o evento visa atrair investimentos para a região.

Foto: Jamile Alves.
[caption id="attachment_475956" align="aligncenter" width="562"]Última edição do evento aconteceu em 2013. Última edição do evento aconteceu em 2013.[/caption] A Suframa informou, por meio de assessoria de imprensa, que a Jornada de Seminários está confirmada. Nesta edição, a feira de negócios contará com dez temas voltados à inovação, logística, comércio exterior, turismo, design, nanotecnologia, aquicultura, entre outros. Além disso, esta edição apresentará três rodadas de negócios: a de produtos regionais, coordenada pelo Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (Sebrae-AM); a de turismo, coordenada pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur); e a de bares e restaurantes, sob a coordenação da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/AM). O Pavilhão Amazônia - espaço voltado para a exposição e comercialização de produtos regionais - terá uma área total de 1400 metros quadrados e neste ano contará com a Praça da Sociobiodiversidade. Para o superintendente em exercício da Suframa, Gustavo Igrejas a expectativa é de que a VIII Fiam repita o sucesso das edições anteriores. “A FIAM desponta como o principal evento econômico da região Norte voltado ao desenvolvimento regional e nossa expectativa é continuar esse sucesso em 2015”, declarou ele, por meio de assessoria de imprensa. A última edição da feira, em 2013, atraiu mais de 55 mil visitantes durante quatro dias. A rodada de Negócios contabilizou R$ 40,8 milhões e foram gerados mais de R$ 100 mil na comercialização de produtos regionais e artesanatos no Pavilhão Amazônia.

Tags: