Canal
Geral

Feira em Beirute terá pavilhão brasileiro

Por: 0 14 de Dezembro de 2010

As empresas brasileiras interessadas em mostrar seus produtos e serviços nos setores de construção, energia e tecnologia no Líbano podem se preparar para a Project Lebanon, feira internacional que será realizada em Beirute, de 31/05 a 03/06/11. A presença no evento é a primeira atividade promovida pelo Setor Comercial da Embaixada do Brasil em Beirute (Secom-Beirute) após sua reabertura em maio deste ano.

[caption id="attachment_86930" align="aligncenter" width="523" caption="Project Lebanon em 2010."][/caption]

“Acredito que as empresas brasileiras têm que aproveitar o crescimento econômico do Líbano, de 7% (ao ano), e o aumento maior ainda no setor de construção civil”, afirmou o chefe do Secom-Beirute, Rodolfo Sahium Ribeiro, que esteve no dia 08/12, na sede da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, em São Paulo, onde foi recebido pelo diretor Mustapha Abdouni. Segundo dados da empresa libanesa ifp Group, organizadora da Project Lebanon, as vendas de propriedades no país tiveram um crescimento de mais de 100% no primeiro semestre de 2010 em relação a 2009, enquanto que as novas licenças para construção somaram 8,4 milhões de metros quadrados. Uma prova do crescimento do setor foi o aumento de 10% no consumo de cimento na mesma comparação. De acordo com Ribeiro, há grandes oportunidades para as empresas brasileiras de infraestrutura, transporte, gestão de projetos e novas tecnologias ambientais. O secretário da embaixada lembrou que o Líbano é um país que passou por uma guerra civil e hoje vive um “boom” de construção. Em 2011 será realizada a 16ª edição da Project Lebanon, que recebeu 444 expositores de 25 países este ano. Foram mais de 20 mil visitantes do Líbano, Síria, Iraque, Jordânia, Turquia, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos. O pavilhão brasileiro terá dez estandes de nove metros quadrados cada. As empresas interessadas devem entrar em contato com a Conceito Brazil, representante da ifp Group no País. Além da embaixada, o evento tem o apoio da Câmara Árabe. Segundo Ribeiro, o Secom, além de trabalhar na promoção de feiras e eventos, atende consultas comerciais e organiza encontros de negócios e seminários para aproximar os empresários libaneses e brasileiros. Na embaixada, há ainda um setor econômico, que está trabalhando atualmente na possibilidade de um acordo de livre comércio do Líbano com o Mercosul e na criação de um voo direto. Para o segundo semestre de 2011, Ribeiro disse que a embaixada estuda a participação em uma feira de turismo no Líbano.

Tags: