Canal
Geral

Faça festa para a gente!

Por: 0 7 de Julho de 2015

Julho é um mês de festas e de aniversários muito importantes pra mim. Me dei conta do quanto gosto de aniversários, na verdade, de festas. Normal né, afinal, vivo no mundo onde encantar as pessoas, viver intensamente momentos e tangibilizar valores e relações é tudo. Nesse mundo live, em essência, só os sentidos fazem sentido. E eu não resisto à vontade de um abraço, um drink, um DJ ou uma atração musical, para fazer dançar e se divertir e quero estar com pessoas queridas. comemorar-aniversario Por mim, aquele lance da festa dos aniversariantes do mês seria uma ação de live marketing aqui no Promoview, sabe? Tipo, todo mês uma festa. E o Promoview Play com um set list maneiro, das 18h às 19h, num dado dia, sei lá, todo dia 30 ou 31 do mês, dependendo de cair num dia de semana, claro, e a gente dizendo o nome da galera aniversariante, antes da “festa” começar. Eu sei, sei sim, vocês estão me chamando de “brega”. Eu chego a ouvir aqui. Mas a ideia é só pra mostrar o quanto gosto de festa e, especialmente, de gente. Depois, a nossa “ breguice”, e todo mundo a tem em graus de mínimo a “Falcônico” (status Falcão), é proporcional ao amor e espontaneidade com os quais deixamos nosso coração falar mais alto que a razão, porque ser “politicamente correto” o tempo todo é um saco. Em julho, o Julio Feijó comemora seu "niver ' e está aí um cara a quem a gente deve muito e com o qual, eu sei, posso sonhar grandes eventos e festas. Ele mesmo merecia uma, mas o fato é que ele gosta mesmo é de fazer festa para gente e isso o impede de fazer a sua. Mas ele que espere, porque ainda vou fazer uma. Também é o mês em que a Val Coelho, minha parceira e amor de uma vida, celebra seu dia. E eu que já fiz de tudo para fazer festa pra ela, desde encontros surpresas, venda nos olhos, caminho de flores, encontros em bares reservados, sem que soubesse, claro, show de drag queen e até um striper exclusivo, tenho mais ideias que, acho, vão reunir gente que a ama tanto quanto eu. Esse ano não, mas mais  virão. Em agosto, quem comemora é o Promoview. Vai ter festa? Diz a verdade. Até você que diz não gostar de festa fica superdisposto a estar numa, se a galera que vai, se a pessoa que chama, se as razões do encontro tocam a seu coração? Não? Fato que sim. Festa é sempre encontro. Não as pagas, claro (bom, às vezes até elas, quando a questão não é preço, mas o valor), mas as que propõem-se a celebrar a vida, a lembrança, a reconciliação, a comemoração, a paixão comum, a paixão em comum, a paixão que nos atrai. Somos live, na alma das festas, eventos e ações. Quando falamos de marcas, nem nos damos conta de que essa palavra pode significar muito mais que explicações técnicas de “pseudosintelectuais” do marketing e da comunicação, porque marcas que não deixam marcas não nos marcam. Marcas que não nos façam celebrar momentos de vida não ficam em nossas vidas, marcas são o brand-pessoa, porque pessoas são marcas que ficam na gente e fazem marcas ficarem. E a gente, que passa a vida a procurar encontros, se encontra nas festas que nos fazem ficar perto de gente. Por isso, quero comemorar com você para lembrar do quanto você é importante para mim. Quero mais! E por que não, sem alienação, estar em festa com você para esquecer, por momentos, a realidade incomodante e cruel, ou mesmo para xingar os políticos, nos brindes engraçados e na alegria de ficar alegrinho para dizer coisas inconfessáveis. Sorrir soltinho e beijar porque se quer. Quero brindar aos amigos e aos aniversários perdidos pela babaquice de dizer, ou achar, que festa tem que ter chapeuzinho na cabeça e lugar exato para acontecer. Festa é emoção-presente, ainda que não venha em caixa. Pois eu gosto de festa e festejo toda terça, quando escrevo aqui para você, fazendo festa com as palavras e esperando o retorno em papos e brindes na inimaginável ficção que o mundo digital nos proporciona. Para quem já fez aniversário, um brinde e um abraço virtual. Para quem faz hoje... opa, onde vai ser a festa, que eu vou real ou virtualmente. Para quem vai fazer ainda, vamos combinar o encontro? De resto, vamos fazer festa. Faça como eu. Ao terminar esse texto, pegue um vinho, uma cerveja, um refrigerante, um copo d’água, que seja. Escolha uma canção alegre, deixe no esquema, pronta pro play. Feche os olhos, pense em alguém especial, erga um brinde e imagine-se com a pessoa. E solte o som. Se não estiver sozinho, melhor ainda, dance, dance, dance, cante e siga a canção: “Because I'm happy. Clap along if you feel like happiness is the truth... Because I'm happy. Clap along if you feel like that's what you wanna do.” Tá feita a festa!

Tags: