Canal
Geral

Eventos esportivos impulsionam chegada do 4G ao Brasil

Por: 0 3 de Outubro de 2012

A Oi inaugurou a sua rede 4G no dia 01/10 no Rio de Janeiro (RJ). O presidente da empresa, Francisco Valim, realizou uma chamada em videoconferência usando um Samsung Galaxy SIII, por intermédio da frequência de 2,5GHz. Por enquanto, a tecnologia abrange apenas o bairro do Leblon e arredores. Em dezembro deste ano, chega a um público restrito na capital fluminense, em São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. [caption id="attachment_232233" align="aligncenter" width="560"] O presidente da Anatel testando uma videoconferência 4G (Foto: Divulgação).[/caption] Em abril de 2013, a companhia espera oferecer comercialmente a tecnologia para sete cidades: Recife, Fortaleza e Salvador, além das já citadas. O investimento será de R$ 1 bilhão até 2015. Os preços ainda não foram divulgados, mas Valim acredita que entre novembro e dezembro os planos sejam anunciados. Estão previstos os chamados combos, que incluem além de dados, telefonia fixa, celular e TV por assinatura. A empresa ainda espera oferecer subsídios, como acontece atualmente com os celulares 3G. "Os aparelhos habilitados ao uso do 4G serão determinantes para alavancar a tecnologia no Brasil. Como por aqui esses telefones só chegam no final deste ano e início do próximo, as vendas só irão ganhar volume com o tempo", disse Valim. Esse cronograma inicial do 4G atende a uma demanda dos grandes eventos esportivos que acontecerão no Brasil nos próximos anos. Por isso o plano prevê que as seis cidades-sede da Copa das Confederações, mais São Paulo, sejam as primeiras a receber essa nova conexão. Cidades com mais de 500 mil habitantes terão oferta comercial até maio de 2014. Os municípios com mais de 100 mil habitantes, até dezembro de 2016 e, entre 30 mil a 100 mil habitantes, até final de 2017. Por fim, municípios menores recebem 4G até final de 2019, mas a Oi sinalizou que estuda antecipar esses prazos.

Tags: