Canal
Geral

Estações do Metrô serão centros de compras

Por: 0 2 de Outubro de 2012

As estações do Metrô de São Paulo (SP) vão se transformar em shoppings abertos a partir do ano que vem. Já está aberta a licitação para instalar 153 lojas nas paradas de trem das Linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás. A expectativa da empresa  é ter os contratos assinados até janeiro de 2013. Os pontos de venda estão sendo unificados para abrigar empreendimentos de maior porte e serem vitrinas de marcas mais conhecidas, em especial franquias famosas. Os vencedores ganharão concessão de uso por cinco anos, período que pode ser prorrogado. [caption id="attachment_231650" align="aligncenter" width="560"] Estação da Luz (Foto: Bagagem Cultural).[/caption] Existem atualmente 221 pontos de venda nas estações. Desse total, 68 estão ocupados e distribuídos por 23 estações das quatro linhas sob responsabilidade do Metrô (a 4–Amarela é privatizada). Segundo a estatal estadual, no primeiro semestre de 2012 a receita com o aluguel das lojas foi de R$ 6,5 milhões. A empresa espera triplicar esse valor com as novas concessões. Os setores de alimentação, farmácia e vestuário são os que concentram o maior número de lojas atualmente, com 31, 19 e sete pontos, respectivamente. A meta é ocupar os espaços desocupados com diversos segmentos, como  calçados esportivos, agências de viagens e turismo, lotéricas, perfumarias, drogarias e vestuários. A Estação da Luz, da Linha 1- Azul, deve receber o primeiro ponto de venda, uma loja de  vestidos de noiva. O contrato vai ser assinado em dois meses. O Metrô investiu em pesquisas de mercado para identificar os produtos e serviços desejado pelos usuários. “O nosso objetivo é facilitar a vida do cidadão, que fica muito tempo fora de casa. O Metrô quer oferecer um serviço de qualidade para os seus usuários e agregar valor ao transporte público”, explica o gerente de Negócios da empresa, Aluízio Gibson.

Tags: