Canal
Geral

Empresas promo gaúchas contestam Edital da Secom

Por: 0 22 de Junho de 2012

Depois do problema apresentado semana passada em Brasília, mais um edital para concorrências é motivo de críticas pelos empresários de marketing promocional. Desta vez, são as empresas de marketing promocional gaúchas – que depois de um ano de intensa negociação - foram surpreendidas com o edital que a Secretaria de Comunicação e Inclusão Digital do Governo do Estado do Rio Grande do Sul (Secom RS)  publicou na última sexta-feira (15/06). As negociações entre Associação de Marketing Promocional Capítulo RS (Ampro RS) e Secom RS para a redação do edital específico para o marketing promocional já vinham acontecendo desde o ano passado. Na oportunidade, o setor sugeriu que o edital, além de avaliar o menor preço, considerasse a habilitação/capacitação técnica das empresas concorrentes. Mas, na prática, não foi isso o que aconteceu. Conforme a Ampro RS, o edital se baseia apenas em valores referenciais, os quais, inclusive, são impraticáveis para empresas que possuem estrutura para criar e desenvolver projetos promocionais e eventos. Além disto, o edital em questão também estipulou prazos reduzidos: a documentação deverá ser entregue na Secretaria até a próxima sexta-feira (22 de junho). Nos últimos tempos, o marketing promocional vem ganhando notoriedade a passos largos no Brasil, tanto por parte do segmento corporativo como também nas administrações públicas. O setor experimenta um crescimento na faixa de 10% ao ano e, em 2012, os investimentos em ações no ponto de venda, eventos corporativos e promocionais e promoções com utilização da internet e redes sociais deverão ultrapassar a casa dos R$ 40 bilhões.

Tags: