Canal
Geral

Embratur investirá R$ 9 milhões no mercado italiano

Por: 0 23 de Fevereiro de 2011

O presidente da Embratur, Mário Moysés, não está tendo descanso nos últimos dias. Ele realizou inúmeras reuniões com operadores italianos durante a BIT 2011, em Milão. Quem passou pelo estande do Brasil pôde comprovar esse trabalho.

[caption id="attachment_96065" align="aligncenter" width="360" caption="Presidente da Embratur, Mário Moysés."][/caption]

"Agendamos encontros com os principais operadores do destino Brasil e com a imprensa também. Discutimos ações de marketing, eventos e recebemos propostas desses profissionais. O intuito foi um só: vender mais o Brasil. Todos se mostraram bem animados e com planos de expansão. Incentivamos a venda para famílias e casais em lua de mel, por exemplo", explicou. O investimento da Embratur no mercado italiano será na ordem de R$ 9 milhões. As verbas são, entre outras coisas, para promoção, workshops, roadshows e parcerias. E essa atenção especial se justifica. O País é hoje o primeiro da Europa (segundo dados de 2009) em emissão de visitantes para o Brasil, deixando para trás Alemanha, França e Portugal, por exemplo. No ranking geral o País perde apenas para a Argentina e os Estados Unidos. Moysés lembrou do novo voo da Alitalia para o Rio de Janeiro, em junho. A operação vai incrementar o network da companhia, que já oferece voos diretos de São Paulo para Roma. Com a nova oferta, a empresa passa a ser a única a garantir voos diretos regulares entre as duas cidades, com uma oferta de 11 frequências semanais para o país: São Paulo com sete voos e Rio de Janeiro com quatro. Numa rápida conta, ele chegou à conclusão que pelo menos 20 mil italianos devem visitar o Brasil por ano somente através dessa nova opção aérea. "Esse aumento de oferta sempre ajuda a atrair mais turistas. O Brasil está crescendo muito e é difícil a aviação acompanhar essa demanda. O índice de ocupação dos voos tem se revelado alto", avaliou. Fonte: Natália Strucchi/Mercado&Eventos.

Tags: