Canal
Geral

E os eventos podem redimir as Cidades

Por: Tony Coelho 11 de Julho de 2017

A frase pode ser presunçosa, mas é cheia de verdade para qualquer CIDADE. O dia que as Prefeituras nos entenderem, as Agências de Live Marketing, como parceiras na recuperação financeira. Isso mesmo, parceira. Por quê?

Qualquer Cidade que investir em Turismo e Eventos, considerando datas importantes da Cidade como Aniversários, Festas Religiosas e mesmo show de abertura de Primavera, por exemplo, e outros. Vai movimentar suas cidades com gente que vai ocupar hotéis e fluir ao comércio da cidade para consumo, além de propiciar iniciativas empreendedoras de munícipes, tudo isso gerando recursos municipais em impostos.

Pergunte às Cidades do Nordeste, onde as Festas Juninas aconteceram quais foram os resultados nas finanças.

O Rio de Janeiro, Cidade onde moro, profissionalizou de vez o fazer eventos para gerar turismo, única saída, imediata, para recuperação financeira da Cidade,, buscando em suas festas recursos para o Rio de Janeiro, sem tirar do erário público.

A ideia da RIOTUR é fazer um Réveillon de 12 dias, atraindo turistas por mais tempo no Rio. Serão doze dias de um Réveillon milionário para cariocas e turistas. Para isso, a Prefeitura do Rio espera captar, no mínimo, R$ 30 milhões para realizar a festa da virada feste ano.

A ideia é ir além dos Fogos. Por exemplo, na Praia de Copacabana, depois da queima de fogos, cogita-se trazer um show internacional. Por enquanto, o que está definido é que a virada vai durar do dia seguinte ao Natal, ou seja de 26 dezembro até o dia 6 de janeiro, com vários eventos durante esse período. Veja o que falo da importância de nossa Industria, no início desse texto.

A proposta de transformar o Réveillon num megaevento de vários dias teve início, oficialmente, na quinta-feira, 6 de julho, quando foi aberto chamamento público para que a empresas busquem, na sede da entidade, a minuta do contrato com a entidade municipal. Além de Copacabana, o documento com as propostas prevê a instalação de palcos em todas as regiões do Rio como Barra da Tijuca, Parque de Madureira, Flamengo e mais seis espalhados pelas zonas Oeste e Norte e Paquetá, democratizando a Festa e abrindo espaço para mais Agências trabalharem.

Marcelo Alves, Presidente da RIOTUr nos disse: "Dividimos o projeto em cotas de patrocínio e dividimos valor para as cotas. As marcas têm total liberdade para propor valor igual ou maior. Uma cota para apresentador, a master, será a partir de R$ 12 milhões e terão outras seis de R$ 3 milhões".

O valor pretendido, para este ano, é seis vezes maior do que o investido na última gestão do evento.  Ainda que consiga os R$ 30 milhões por meio da iniciativa privada, Alves não descartou que o Município também entre com um aporte financeiro, já que sempre há retorno. Não detalhou, porém, de quanto seria esse possível investimento.

A resposta definitiva sobre o montante que a prefeitura terá para investir na festa só deve chegar depois de 30 dias. Após esse período, com as empresas definidas, o presidente da Riotur irá revelar quem serão os patrocinadores do Réveillon dO Rio.

Apenas para concluir a importância dos eventos par as Cidades. Informo que a polêmica que envolveu a realização do Carnaval do Rio no próximo ano, permanece na pauta do presidente da Riotur e, segundo ele, não há ameaça à realização da festa e o evento terá o "mesmo formato" adotado par o Réveillon. "O nosso desejo é potencializar, ampliar o espetáculo. Terá um teste na próxima semana dos novos telões [no Sambódromo]", contou Alves.

Sobre a Liesa, que organiza o Desfile das principais Escolas de Samba , Marcelo disse que "eles entendem que é necessária a mudança com a captação de recursos privados", se referindo aos presidentes de Escolas de Samba. "O caminho é esse. Claro que estão angustiados, os recursos são escassos", ponderou.

Ou seja, Cidades que queiram arrecadar em curto prazo, em meio a alegada crise, fazendo alguma coisa? Que tal investir uma Industria já estruturada como o Turismo, ancorado por gente profissional eu entende tudo de Eventos e Promoções? O mundo é ao vivo é agora. O Live Marketing, suas Agências e profissionais são sua praia e a sua festa. Quer entender mais?

Tags: Agencia Digital | Evento Convenção | Profissional de Mídia