Canal
Geral

Dia da Pizza é comemorado com massa gigante

Por: 0 10 de Julho de 2011

Nesse domingo (10/07), comemora-se o Dia Mundial da Pizza e, para marcar a data, uma grande festa ocorreu na Zona Sul da capital paulista. Oito mãos foram necessárias para abrir a massa de uma pizza de 35 kg em Planalto Paulista. Desde cedo, quatro pizzaiolos já trabalhavam. Todo esforço foi válido para comemorar o dia desta invenção gastronômica deliciosa, muito consumida em São Paulo.

[caption id="attachment_127651" align="aligncenter" width="580" caption=" Pizzaiolos testam o forno para o preparo da pizza gigante (Foto: Claudia Silveira/ G1). "][/caption]

O forno gigante foi fabricado especialmente para esta festa. A parte de baixo, que é de tijolo e três maçaricos, é usada para esquentar a massa. Cerca de 250 crianças do Instituto Meninos de São Judas Tadeu esperavam ansiosas para provar a pizza gigante. “Minha mãe implica, fala que a massa engorda muito por isso não deixa comer muito, mas eu como dois ou três pedaços”, disse uma criança. O sabor, desta vez, foi de margherita. Destaque para o vermelho do tomate e o verde do manjericão, as cores da bandeira italiana. Tudo acabou em pizza, mas não tinha a ver com corrupção. Pelo contrário, o que reinou foi o espírito coletivo.

[caption id="attachment_127652" align="aligncenter" width="580" caption="A pizza foi servida para as crianças do Instituto Meninos São Judas Tadeu (Foto: Rodrigo Coca/Fotoarena)."][/caption]

Com um investimento de R$ 15 mil reais, a pizza gigante realizada nesse ano superou os anteriores, com 2.30m de diâmetro. Confeccionada com 15 Kg de farinha e quatro Kg de molho, quatro Kg de tomate fatiado, 15 Kg de mussarela e 200g de manjericão, a iguaria gigante rendeu cerca de 500 pedaços. Além da parte técnica e operacional, foram necessários dez profissionais para a montagem da pizza. Num primeiro momento a massa é batida, então cerca de quatro pizzaiolos abrem a massa; em seguida, os outros profissionais a forram com molho de tomate e levam ao forno para pré assar. Logo depois, coloca-se o recheio e a pizza volta para o forno, para terminar de assar e derreter a mussarela. Segundo a Associação Pizzarias Unidas, São Paulo só perde para Nova York em quantidade de consumo de pizzas. São 40 mil por hora e um milhão por mês. Bixiga serve pizza de 454 metros A data também não passou em branco em um dos bairros mais tradicionais da cidade. A iniciativa foi do presidente da Sociedade de Defesa das Tradições e Progresso da Bela Vista, Walter Taverna. Foi a sexta vez que ele serviu a pizza gigante no Bixiga, no Centro da capital paulista. Ele estima que mais de mil pessoas tenham comparecido ao bairro para comer a iguaria servida no final da manhã de sexta-feira (09/07).

[caption id="attachment_127650" align="aligncenter" width="580" caption="A imagem foi feita durante o preparo da pizza (Foto: Daigo Oliva/G1)."][/caption] Dia da Pizza

Diz a história que a primeira pizza apareceu há mais de seis mil anos e era apenas uma fina camada de massa conhecida como “Pão de Abrahão”, que os hebreus e egípcios consumiam. Ela se parecia com nosso pão sírio atual e também era chamada de “piscea”, daí o nome pizza. Os italianos, milhares de anos depois, incrementaram a pizza com o tomate, e ela era consumida dobrada ao meio como se fosse um sanduíche. Sua disseminação aconteceu durante a segunda metade do século XIX, em 1889, com Dom Raffaele Espósito, um padeiro napolitano que servia o Rei Umberto I e a Rainha Margherita e, para agradar e inovar o cardápio, resolveu adicionar à massa, mussarela, tomate e manjericão, ingredientes que reproduziam as cores da bandeira italiana. E, em homenagem à rainha, ele batizou sua receita com o nome de "Pizza Margherita".

[caption id="attachment_127653" align="aligncenter" width="580" caption="Pizza Margherita."][/caption]

De Nápoles para o resto do mundo foi “um pulo”, pois os imigrantes a levaram para vários países e a popularizaram. Ela chegou aos EUA, assim como ao Brasil, por intermédio dos imigrantes italianos. Por muito tempo, só se encontravam pizzarias nos redutos e colônias italianas. Hoje, essa famosa delícia está em qualquer lugar das cidades. O Dia da Pizza é comemorado em 10 de julho, desde 1985, em São Paulo. A data foi instituída pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as dez melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração da redonda.

Tags: