Canal
Geral

Dalmar Propaganda patrocina atleta de wakeboard

Por: 0 18 de Setembro de 2013

O jovem publicitário Bruno Lima Martins, de 25 anos de idade,  que pratica wakeboard há apenas um ano, conquistou o primeiro lugar na Categoria Avançado durante o primeiro Campeonato Brasileiro de Wakeboard, realizado em julho em Jaguariúna (SP). A colocação também conquistou a atenção da Dalmar Propaganda, que acaba de assinar contrato de patrocínio com o atleta do esporte aquático. De acordo com Bruno, o patrocínio  veio em boa hora. “Agora posso me dedicar mais ao esporte, e, futuramente espero conquistar outros patrocinadores e apoiadores, para então me dedicar exclusivamente ao wakeboard”, ressalta Bruno. [caption id="attachment_327125" align="alignnone" width="562"] Bruno Lima Martins é patrocinado por Dalmar Propaganda (Foto: From dalmarpropaganda.com.br ).[/caption] Para Priscilla Merlino, gerente de Marketing e Comunicação da Dalmar Propaganda, a iniciativa faz parte da reestruturação que a agência está passando. “Lançamos um novo núcleo de comunicação integrada para desenvolver soluções de marketing em diferentes plataformas e entre as novidades investir em marketing esportivo por intermédio do wakeboard, que segundo a ABW, é praticado atualmente por mais de 1.500 pessoas no País.” “Participei de dois campeonatos, o primeiro foi Naga Wake Music, realizado em junho de 2013, fui convencido pelos amigos a participar. Participei na categoria Intermediário e ganhei. Em julho teria o primeiro Campeonato Brasileiro de Cable Park e então comecei a treinar para conseguir competir. Subi de categoria para disputar o campeonato na Categoria Avançado e com bastante treinamento consegui ganhar”, afirma Bruno No Brasil, Bruno treina no Naga Cable Park, em Jaguariúna, único lugar da América Latina que tem o sistema de cinco torres, que possibilita ao atleta andar sem interrupção de outros participantes. O parque dispõe de três lagos, sendo dois para iniciantes (sistema duas torres, um atleta por vez vai e volta para treinar a saída e base) e um sistema cinco torres com 11 obstáculos pelo circuito. O wakeboard, praticado geralmente em represas, lagos e mares, não é um esporte barato, principalmente no Brasil, por isso, atualmente, Bruno se divide entre São Paulo, onde durante a semana trabalha como publicitário, e Jaguariúna para se dedicar à  prática do esporte apenas nos finais de semana e feriados. [caption id="attachment_327131" align="aligncenter" width="375"] A conquista do 1º lugar chamou a atenção da Dalmar (Foto: From dalmarpropaganda.com.br).[/caption]

Tags: