Canal
Geral

<!--:pt-->Dakar já tem vítimas<!--:-->

Por: 0 3 de Janeiro de 2010

A cidade argentina de Buenos Aires viveu uma euforia imensa. O público prestigiou em massa a largada das equipes do 32º Rally Dakar : 161 motos, 29 quadriciclos, 140 carros e 52 caminhões. Estima-se que 800 mil pessoas assistiram a largada na primeira tarde de 2010, espalhadas pelos arredores de Buenos Aires. dakar-largada-2 dakar2010_vistoria_b dakar-motos-carros-e-caminhoes-aguardam-partida O Rally Dakar é uma competição radical com forte viés promocional. É a partir desta experiência de homens com máquinas que as grandes montadoras apóiam sua comunicação mercadológica. Em muitos casos esta estratégia foi fatal para pilotos e navegadores: o rallye carrega mais de 30 mortes, incluindo seu criador, Thierry Sabine, que morreu a 14 de Janeiro de 1986, ao fim do dia, quando o helicóptero, a partir do qual dirigia o “Dakar”, bateu numa duna, no deserto do Mali, durante uma tempestade de areia. Foi erigida uma lápide em sua memória, no deserto do Ténéré. Em 2007 o rallye deixou de ser disputado na África, por causa de terrorismo, transferindo a disputa para a América do Sul, em território argentino e chileno. E o evento de 2010 na Argentina já fez vítimas. Já no primeiro dia de competição, a imprudência do público,  que faz questão de estar próximo aos trechos de competição, foi responsável pela morte de uma mulher de 28 anos. A Desert Warrior conduzida pelo alemão Mirco Schultis atropelou 4 pessoas deixando 3 feridos, sendo fatal para  Sonia Gallardo. É tradição entre o público argentino tocar nos carros em movimento durante a competição, especialmente após curvas fechadas onde a velocidade é bem reduzida.  Em um destes pontos, próximo a localidade de Alpa Coral, aconteceu o acidente. Segundo a ASO, promotora do evento, o grupo atropelado estava assistindo à prova em uma área que não fazia parte das chamadas zonas seguras para os espectadores.

tragedia-no-dakarImagem de um dos espectadores atropelados durante o Rallye Dakar na Argentina

vw-de-carlos-sainz O espanhol Carlos Sainz, com Volkswagem da equipe Red Bull (foto acima), favorita na categoria carros participu da largada promocional hoje (1/1/2010)  as 14h30, do Obelisco, na Avenida 9 de Julho, umas das principais avenidas de Buenos Aires. De lá, todos os participantes seguem para o município de Colón, em 317 quilômetros de percurso. dakar-largada-vw "Será um primeiro dia exaustivo", analisou o piloto Julio Bonache, que correrá ao lado do navegador Lourival Roldan, representando a Rondônia Racing com uma  Mitsubishi L200 EvoProm. "Saber que temos uma picape boa e resistente é fundamental para aumentar a minha segurança", disse Bonache, que estreará no Dakar. Veja imagens dos bastidores do Rallye Dakar, tiradas nesta manhã  por Paulo Andreolli, do Rondônia Racing. equipe-rondonia-racing-na-vistoria-do-dakar-2 equipe-rondonia-racing-na-vistoria-do-dakar

Tags: