Geral

Correios – Medidas preventivas para o combate ao novo Coronavírus

Por: Redação. 19 de Março de 2020

Considerando a classificação da doença provocada pelo novo Coronavírus (Covid-19) como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), os Correios adotaram medidas para minimizar os impactos da epidemia global no que se refere aos empregados da empresa e ao atendimento à população.

Nas rotinas de atendimento e operacionais, os Correios informam que estão funcionando com contingente reduzido, mas seguem atendendo a população em todo o País. 

Os serviços, inclusive Sedex e PAC, continuam sendo postados e entregues regularmente. Orientações sobre a prevenção à Covid-19 também estão sendo divulgadas nas unidades de atendimento e nas redes sociais da empresa.

A fim de evitar aglomerações, os Correios informam aos clientes sobre a disponibilidade dos canais eletrônicos de atendimento, como o aplicativo Correios - que contempla o serviço de pré-postagem e rastreamento -, além da Central de Atendimento disponível no site da empresa.  

Ainda em conformidade com as orientações do Ministério da Saúde, a empresa comunica que as atividades do Museu Correios e dos Centros Culturais também foram suspensas. 

Em função da antecipação do recesso o escolar em vários Estados, também foi suspenso o 49º Concurso Internacional de Redação de Cartas. A reabertura da visitação do público aos espaços culturais e a retomada com concurso serão oportunamente divulgadas.

Medidas internas

Os Correios também implementaram um plano de ação com medidas internas preventivas. Foram disseminadas a todo efetivo - dos ambientes administrativo, de atendimento, de tratamento, de distribuição e força de vendas -, orientações e cuidados básicos de higiene que reduzem os riscos de contágio pelo Coronavírus

A empresa também providenciou a aquisição emergencial dos insumos que auxiliam na prevenção - álcool gel 70%, papel toalha e sabonete líquido -, para disponibilizá-los nos locais de trabalho e intensificou o serviço de limpeza e higienização das dependências.

Entre outras ações, foi autorizado o trabalho em domicílio, por 15 dias, a empregados que estiveram em viagem ao Exterior, ou que tiveram convívio com pessoas infectadas. 

Gestantes, lactantes e grupos de risco (pessoas com 60 anos ou mais e pessoas imunodeficientes ou com doenças preexistentes crônicas ou graves) foram autorizadas a executar a modalidade de trabalho remoto por 30 dias – a medida se estende a empregados que residam com pessoas enquadradas nesse perfil. 

É permitido ainda aos empregados que possuam filhos em idade escolar ou inferior, e que necessitem da assistência de um dos pais, executarem suas atribuições remotamente, enquanto vigorar a suspensão das atividades escolares.

Com o objetivo de evitar aglomeração nos ambientes de uso comum e em horários de pico de transporte público, a empresa também orientou que o efetivo administrativo seja dividido em turnos, estabelecendo horários alternativos para entrada, saída e intervalo para refeição dos empregados. 

Nos locais onde o acesso à empresa é feito por meio de catraca com liberação por digital, a entrada dos empregados ocorrerá apenas com o crachá de identificação.

Também foram suspensas a participação em eventos, treinamentos presenciais e de viagens a serviço ao Exterior, sendo autorizadas àquelas estritamente necessárias, devendo ser utilizado, preferencialmente, recurso de videoconferência. 

Foi criado, ainda, um canal para comunicação direta dos empregados com a presidência da empresa. Durante esse período de alerta, o e-mail deverá ser usado para sanar dúvidas, relatar ocorrências e sugerir melhorias a respeito do Covid-19 e suas implicações nos Correios.

A empresa permanece acompanhando e seguindo as orientações governamentais do Ministério da Saúde. Havendo qualquer nova direção, a estatal ajustará de imediato as medidas preventivas e procedimentos e fará a devida divulgação ao público. 

Os Correios colocam-se à disposição pelos telefones 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades), ou pelo site.

Tags: Coronavírus | Covid-19 | correios