Canal
Geral

Concorrência de Promo da Petrobras atrai 12 agências

Por: Redação. 5 de Outubro de 2020

Nove meses depois de ter sido lançada — e de vários adiamentos por conta do Coronavírus — aconteceu, finalmente, na sexta-feira (02/10), a entrega de propostas para a concorrência que escolherá duas agências de marketing promocional e eventos para a Petrobras, gerenciando uma verba estimada em R$ 30 milhões.

12 agências compareceram. São elas: Avantgarde (SP), Banco de Eventos (SP), Tupiniquim Comércio de Brindes (SP), Expertise Group (SP), Esfera/JB (PR), Latin Promo (SP), Mill Ideias (SP), Nó de Rosa (MG), Neno RP (PE), Rock (SP), The Group (SP) e V3A (RJ).

Segundo o briefing distribuído pela Petrobras, o desafio para as concorrentes será apresentar um plano de ativação para os principais eventos patrocinados e de relacionamento da estatal, mostrando “o papel transformador da companhia na sociedade, para contribuir para a melhoria da imagem e da reputação da Petrobras, estabelecendo diálogo e conexão entre a marca e o público dos eventos, ao ponto dessas pessoas identificarem a empresa como parte natural desse ambiente.

Um ponto interessante na avaliação da Capacidade de Atendimento é a importância que a Petrobras dá aos prêmios recebidos pelas concorrentes, somando, por exemplo, 4 pontos para quem tiver pelo menos 5 prêmios nacionais ou internacionais nos últimos 10 anos.

Leia também: Petrobras retoma licitação para agência de comunicação digital.

A petroleira não realiza uma seleção para a área desde 2017.  Naquela ocasião a disputa foi cercada de controvérsias que se transformou na maior polêmica da história do live marketing. 

A polêmica começou quando circulou no mercado um documento que mostrava que a Rock havia zerado a taxa, mas na verdade ela deu 100% de desconto na tabela Ampro (Associação de Marketing Promocional), que trata exclusivamente sobre a remuneração para criação.

Então quem saiu vencedora foi a Rock, mais bem pontuada em técnica e preço. Mas a segunda colocada, a B/Ferraz, questionou o resultado da comissão de licitação.  

Após o protesto da agência de Bazinho Ferraz, a Ampro, de forma inédita em sua história, por meio do seu presidente Wilson Ferreira Jr. publicou um comunicado oficial contestando os critérios utilizados pela petroleira.

“O processo é feito em várias etapas, uma delas é a taxa de remuneração da agência que conforme o edital descreve,  deve estar entre 5%  e 8% do valor do contrato. Logo, a ganhadora será remunerada pela taxa que ofertou. Como remuneração adicional, o edital propõe a utilização da tabela Ampro exclusivamente para criação, sendo ganhador a agência que obtiver maior nota compondo com o maior desconto nesta tabela. Lembrando que a taxa de remuneração da agência já foi definida e não entra neste desconto. A Rock ofertou 100% de desconto nesta tabela, pois entende que a remuneração da agência está garantida com os 5% do valor do contrato”, explicou à época a Rock, em nota ao mercado.

Em 2020 Por conta da pandemia, a sessão de entrega dos documentos tinhas sido seguidamente adiada. Já havia sido para 14/08 e 11/09 .  A licitação leva o nº 7002970067 e será do tipo “Melhor Combinação de Técnica e Preço”, permitindo a entrada de concorrentes de todo o país.

O acesso ao edital exige uma série de cadastros no Portal Petronect.

 

Tags: Ação Promocional | petrobras | marketing promocional | promoções da Petrobras | agência de promo da Petrobras | concorrência de agências pela conta da Petrobras | agências de marketing promocional | melhores-do-mes