Canal
Geral

Conar explica processo contra a live de Gusttavo Lima

Por: Redação. 23 de Abril de 2020

Uma semana depois de ter comunicado a abertura da representação ética para analisar a publicidade de bebidas
alcoólicas contida na live do cantor Gusttavo Lima, patrocinada pela Ambev – que foi ao ar, pelo YouTube no sábado, 11/04 – o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) publicou um comunicado de esclarecimento a respeito do processo.

Segundo a nota, o Conar atua exclusivamente em nome de anunciantes, agências e veículos de comunicação em relação apenas ao conteúdo de publicidade presente nas campanhas, peças ou outras ações e não faz qualquer análise do conteúdo artístico ou editorial envolvido em tais casos. 

Leia também: Conar investiga Gusttavo Lima e Ambev.

Veja, abaixo, a nota:

“O Conar atua exclusivamente, e em nome de anunciantes, agências e veículos de comunicação – por respeito aos consumidores – no exame do conteúdo de publicidade de todos os tipos, inclusive aquelas envolvendo influenciadores digitais. Aplica o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária.
O Conar não cuida do conteúdo artístico e/ou editorial que, constitucionalmente, está sob o domínio da liberdade de expressão. A atuação do Conar está restrita à análise de anúncios cujos responsáveis pactuaram em produzi-los e veiculá-los dentro dos limites da ética.
Em programas, lives ou qualquer outro tipo da manifestação artística ou cultural de transmissão pública, apenas as peças publicitárias, gravadas ou ao vivo, são objeto da análise do Conar, que assegura a anunciantes, veículos e/ou influenciadores o direito amplo de contestar o que lhes é imputado, fruto de denúncia de consumidores, da própria monitoria do Conar ou de autoridades.”

Polêmica

A manifestação do Conar acontece após o órgão ter recebido críticas pela abertura da representação ética. O próprio cantor Gusttavo Lima usou as redes sociais para questionar a decisão, dizendo que não se sentia mais estimulado a realizar lives e que o intuito da apresentação havia sido arrecadar grandes quantidades de alimentos para auxiliar as pessoas em situações vulneráveis por conta do Covid-19

Já a Ambev declarou, em nota, que procurou tomar todas as medidas para que o cumprimento das regras do Conar – bem como as atuais regras de distanciamento social – fossem respeitadas no formato e prometeu reforçar as regras para as próximas apresentações. Veja a íntegra do comunicado da Ambev:

“Nesse momento de quarentena, sabemos que as lives de cantores e artistas assumiram um papel relevante e inovador para manter as pessoas dentro de casa e levar um pouco de entretenimento. Para promover a iniciativa, patrocinamos alguns desses eventos, sempre com o cuidado de assegurar as medidas de higiene e distanciamento social e com a devida orientação prévia aos artistas sobre as regras do CONAR de publicidade de bebidas. Além disso, enviamos um guia reforçando as regras do CONAR e treinamos as pessoas envolvidas. Sabemos que em algumas lives, de forma totalmente espontânea, algumas orientações não foram seguidas. Estamos reforçando as regras dado esse novo contexto de entretenimento virtual e estamos mais do que nunca comprometidos com o consumo responsável de nossos produtos.. Vale lembrar que a live é de propriedade do artista, muitas vezes realizada em sua casa, o que representa um desafio.”

Segundo justificativa do Conar, o processo de representar ética para analisar a presença da Ambev na live foi aberto após a entidade ter recebido diversas reclamações de consumidores a respeito do consumo de bebidas alcoólicas durante o show e a falta de avisos restritivos de consumo ao público, sobretudo a menores de idade. A partir da abertura da representação ética, tanto o cantor quanto a Ambev têm um prazo para enviar suas defesas ao Conselho de Ética do Conar ou, então, adaptar imediatamente as regras de restrição de consumo às lives.

De acordo com o regulamento do Conar, em qualquer tipo de publicidade de bebidas alcoólicas é proibido “Induzir o consumo exagerado ou irresponsável” e também a exibição de cenas que mostrem ou induzam a ideia da ingestão das bebidas.

Lives da Brahma

Além de Gusttavo Lima, a Brahma vem patrocinando um circuito de lives com diversos outros nomes da música nacional.  Nos últimos dias, o projeto exibiu apresentação ao vivo dos Amigos (Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo e Luciano e Leonardo) e dos grupos Raça Negra e Pixote. Outras apresentações também estão marcadas pela Ambev.

Tags: entretenimento | conar | ambev | brahma | melhores-da-semana | Coronavírus | Covid-19 | isolamento social | Gustavo Lima