Canal
Geral

Como reter talentos nos dias atuais

Por: Equipe Redação WLC. 5 de Dezembro de 2015

Para se reter talentos nos dias atuais é necessária uma ruptura do modelo de gestão vigente, onde os profissionais precisam ser mais participativos e as empresas necessitam pensar além do resultado financeiro.

Um erro frequente nas empresas é o gestor não se atentar às necessidades de ajustes salariais e de crescimentos profissionais de seus colaboradores. Esta falha influencia diretamente na produtividade e principalmente na saída de talentos.

No entanto, sobretudo nos dias atuais, a questão salarial é apenas um fator entre diversos outros. Pois, bons profissionais só permanecem nas empresas quando estão satisfeitos e motivados, o que requer bastante atenção por parte dos gestores e líderes atuais.

Dois fatores são fundamentais para o engajamento e a retenção de talentos. O primeiro é relacionado a todos os recursos necessários para execução das atividades dos talentos, desde os mais básicos, tais como saúde, alimentação, ambiente, meios e ferramentas adequadas, até os mais complexos, como competência, autoestima e condições psicológicas e sociais. O segundo é a existência de uma “causa”, algo que justifique a entrega e aquele “algo a mais”. Sem uma razão, dificilmente se consegue comprometimento.

A partir desses dois pilares é possível traçar uma estratégia para gerar uma cultura única e natural dentro da empresa que resultará na retenção de talentos, independentemente do quão competitivo esteja o mercado. As principais questões são:

Participação: O primeiro ponto é o conceito de comunidade e trabalho em equipe. É fundamental conseguir que as pessoas se percebam como pertencendo a um grupo, uma equipe e um projeto. E para que isto seja verdade, as pessoas devem se sentir identificadas e participantes das escolhas, definições e decisões da empresa.

Comunicação e Feedback: O ponto seguinte é a comunicação, que responde e atende a necessidade do indivíduo de se sentir informado, sabendo o que faz, porque faz, para quem e para que faz, e, sobretudo, que resultados esperam do grupo como um todo e dele em particular. Estimule conversas individuais que informam e buscam reforçar o comprometimento. E também estímulos coletivos como reuniões, que possibilitem que as pessoas troquem informações e se comprometam com a ação na frente dos colegas da equipe.

Reconhecimento e Recompensa: Os últimos, e, talvez, os mais importantes fatores, são o reconhecimento e a recompensa. O reconhecimento da sua importância e da sua ação permite que as pessoas se engajem e se sintam gratificadas pelo trabalho. Isto pode ser realizado por meio de um simples elogio ou até por meio de recompensas por metas alcançadas, o que gera uma cultura de meritocracia dentro da organização.

 

Tags: