Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Como é o público que assiste ao BBB?

Por: Antonio Cervi. 27 de Janeiro de 2022

Segundo informações extraídas de uma pesquisa conduzida pela Buzzmonitor, uma plataforma de software-as-a-service para gerenciamento de social media e atendimento multicanal do Elifegroup, as mulheres compõem o público que gosta mais de assistir ao Big Brother Brasil.

Mais da metade dos espectadores do reality (60%) são mulheres. Por outro lado, a maior parte dos usuários que não gostam de ver o BBB é composta por homens (62%).

Leia também: Superprova do BBB22 valeu um SUV Pulse

Fazendo uma análise por região do Brasil, 43% do público que acompanha a atração vive nas regiões Sudeste e Sul, acompanhado pelo Nordeste (38%).

Apesar disso, Sudeste e Sul também mostraram as maiores quantidades de pessoas que não assistem ao programa (51%).

Para fazer esse estudo, a plataforma Buzzmonitor realizou o mapeamento de 400 usuários de grupos que afirmaram assistir ao reality e aqueles que disseram que não o assistem por meio de comentários publicados no Twitter, abrangendo o momento entre janeiro de 2021 e janeiro de 2022.

 

No total, 56 mil menções ao reality no Twitter foram reunidas e analisadas, através do método Monitoramento Centralizado do Consumidor (CCL em inglês).

O levantamento ainda mostrou que os brasileiros que disseram não assistir ao BBB se interessam mais sobre assuntos como política e saúde, inclusive a Covid: 20% dessas pessoas mencionaram as eleições em seus perfis; 84% citaram o presidente Bolsonaro e 71% o ex-presidente Lula.

Em comparação, entre os que acompanham o reality, 12% mencionam as eleições, 62% Bolsonaro e 47% o Lula.

Em relação à saúde, entre os que não assistem ao reality, 70% falaram a respeito da vacinação.

Por outro lado, entre aqueles que acompanham o reality, as conversas sobre vacinas foram citadas por 57%.

Em relação à religião e crenças, 86% dos usuários que consomem o BBB mencionaram mais Deus dos que os que não consomem (79%).

A pesquisa também revela que os brasileiros que assistem ao programa fazem isso ao mesmo tempo que realizam outras atividades, como ouvir música (50%), com destaque para os gêneros funk, pop e sertanejo; e ler algum livro (29%).

Em comparação, os que não acompanham a atração gastam mais tempo consumindo vídeos on-line (77%).

Já a rede social mais utilizada pelos dois grupos é o Twitter: 36,1% entre os que acompanham o programa e 36,9% entre os que não o fazem.

Aqueles que assistem o BBB também preferem vídeos mais curtos, pois 11,3% deles mencionaram o TikTok, já os que não veem gostam mais de vídeos mais longos, uma vez que 13% lembraram do YouTube e nenhum citou o TikTok.

Por fim, entre aqueles que não consomem o programa, o Telegram (7,8%) disputa a preferência com o WhatsApp (10,4%), já entre os que assistem, o Telegram nem foi lembrado.

Tags: BBB big-brother-brasil pesquisas-de-mercado