Canal
Geral

Como estimular a criatividade?

Por: 0 22 de Julho de 2013

 Por Conrado Schlochauer* Criatividade é sem sombra de dúvida um assunto bem discutido. Alguns dizem ser uma característica que só algumas pessoas possuem, já outras defendem que é um talento que pode ser desenvolvido. Discussões à parte, a verdade é que a criatividade pode ajudar e muito em diversos aspectos da vida, além de poder nos diferenciar tanto em aspectos pessoais ou profissionais. Alguns mitos como “criatividade é algo fora do comum, algo mágico, um presente divino” ou “criatividade é algo inato” geralmente causam efeitos negativos nas pessoas, levando-as, na maioria das vezes, a ignorarem seu potencial.

Ao contrário do que muitos pensam, o processo criativo não ocorre de maneira natural como imaginamos. Para acontecer é preciso bastante esforço e estímulos. Ser criativo exige sim muito esforço do cérebro. Engana-se quem pensa que a maioria das grandes ideias surgem do nada. A mente para ser criativa precisa de estímulos externos, com a ajuda de repertório e matéria-prima, para o surgimento de novos insights. Além disso, ao decidir apostar na criatividade é mais importante ter boas e constantes ideias, condicionando o cérebro a pensar criativamente, do que ficar esperando pela ideia de gênio. Arriscar-se um pouco mais também é um dos caminhos para quem deseja ser criativo. A criatividade tem relação direta com a capacidade de resolver problemas, ou seja, buscar alternativas para solucionar questões. O medo de errar geralmente leva as pessoas a convergir para uma solução rápida demais e muitas vezes habitual. Ao arriscar, a pessoa acaba ampliando seu repertório, e, com isso, gera elementos para o processo de criação. Ficar preso à rotina e não ter tempo para ser criativo por conta das atribulações do trabalho e vida pessoal, também são atitudes que acabam matando a criatividade. Um exercício muito útil para incorporar ao dia a dia, e burlar este costume e a falta de tempo, é se perguntar “O que você pode fazer de diferente hoje?”. Um caminho diferente para o trabalho, almoçar em locais fora dos de costume, visitar outros lugares são pequenas ações que estimulam a criatividade de qualquer pessoa e não demandam muito esforço. * Conrado Schlochauer é sócio-fundador do LAB SSJ. É doutor em Psicologia da Aprendizagem do Desenvolvimento Humano pela USP.

Tags: