Canal
Geral

Como dominar o viral?

Por: 0 24 de Junho de 2011

Sem dúvidas a competição dos Young Lions é uma das grandes expectativas em Cannes. Não só para os próprios youngs, quanto para a indústria inteira: é praticamente impossível conseguir uma cadeira livre para assistir as apresentações criadas para competir no Festival, exibidas no subsolo do Palais durante o dia. Portugal este ano foi pioneiro em incluir a categoria de P&A para a competição nacional de jovens criativos. Uma prova de evolução na visão de comunicação de um mercado que apesar de estar passando por um difícil momento econômico não parece ter seus jovens profissionais e empreendedores da comunicação assustados.

[caption id="attachment_123574" align="aligncenter" width="580" caption="Rodolfo e Zé Pedro."][/caption] Em busca de jovens talentos portugueses que estivessem em Cannes, já que a delegação deste ano veio bem pequena, conhecemos o Zé Pedro Abreu e o Rodolfo Teixeira. A trajetória deles entre Lisboa e Cannes é bem interessante: fizeram um vídeo institucional para a multinacional de energia EDP, conforme o briefing da competição, no curtíssimo período de 15 dias - entre criação, pré e pós-produção. O primeiro lugar, viajaria com tudo pago para a Riviera Francesa. Rodolfo e Zé Pedro ficaram em segundo lugar. Mas apenas na competição: o comercial dos "gajos" tornou-se um viral com gigantesco número de visualizações, principalmente na Austrália e no Brasil. Ao tomar conhecimento do sucesso do trabalho, a EDP reconheceu o talento e o esforço dos meninos, apoiando-os na viagem para o Festival de Cannes. Como reforçou o Zé Pedro: "O vídeo teve relevância para as pessoas que o assistiram. A estrela era a ideia, mas o que tomou a frente foi mesmo o viral. Foi por acaso, mas levou-nos a refletir que vídeos virais são como sementes: para se desenvolverem necessitam ser plantados no local certo". A questão final, porém, foi verbalizada por Rodolfo e deve ser uma das lições a aprender em 2011: "Como dominar o viral?". Talvez dominar não seja o verbo, mas sim entender. Quais os caminhos que levam-nos à tao sonhada visibilidade global?

Tags: