Canal
Geral

<!--:pt-->Como construir uma marca de valor<!--:-->

Por: 0 25 de Novembro de 2009

Lucas Reñe Copelli*

Ter uma marca sólida e respeitável é o objetivo da maioria das organizações, independente do porte ou segmento. Em um cenário no qual os consumidores possuem muito mais possibilidades de escolha, as empresas podem ser embaladas por modismos ou mudanças repentinas. No entanto, implementar um projeto de branding exige estratégia e planejamento, além do envolvimento de todos os profissionais da organização. A marca deve estar inserida no pensamento estratégico da empresa e em todas formas de relacionamento da organização com os seus diferentes públicos, a começar pelos próprios indivíduos que fazem parte desta organização. Muitas vezes é preciso implementar transformações que visam, exatamente, gerar aumento de performance e trabalhar a própria percepção de valor da marca. O grande segredo é entender a relação da marca com o público. Para isso, o primeiro passo é compreender o que chamamos de "inspiração da marca". Ou seja, precisamos conhecer sua razão de ser, o seu propósito, identificar os seus valores e que tipo de relação é estabelecida com o público. A partir desta análise, é possível definir o que chamamos de "Proposta de Valor da Marca". Neste caso, o objetivo é mostrar como a marca deseja ser percebida por seus públicos e qual é o posicionamento que quer assumir no mercado. Somente com a avaliação do cenário atual é da definição da proposta de valor é que podemos iniciar os próximos passos. Na arquitetura da marca, avaliamos como o portfólio deve ser organizado para proporcionar maior atratividade e sinergia. Para cada produto, há um público específico que deve ser atraído pela proposta de valor da marca. Por meio da "Experiência da Marca", precisamos planejar como potencializar a geração de valor em todos os momentos em que a marca se relaciona com os seus diferentes públicos. Somente após toda esta análise e planejamento é que podemos iniciar a gestão da marca. E para que seja eficaz, a gestão deve envolver todas as pessoas da organização. É preciso definir como engajar e capacitar os profissionais de acordo com os princípios e as estratégias definidas para a construção de uma marca de valor. Seguindo todas estas etapas, podemos afirmar que um projeto de branding é muito mais que a simples revisão de uma logomarca ou da avaliação de percepção de valor do consumidor. Um projeto de branding é essencial para ganhar market share, melhorar o relacionamento com o público, aumentar a percepção de valor da marca e, consequentemente, a otimização dos investimentos de comunicação e marketing.  Ou seja, investir em branding é ganho de eficiência e de qualidade na gestão da organização.

[caption id="attachment_37410" align="aligncenter" width="270" caption="Lucas Reñe Copelli - sócio diretor da Vallua, é graduado em engenharia pela Unicamp e pós-graduado em Marketing pela ESPM. Atuou nos setores automobilístico, aviação, bens de consumo, construção civil, energia, farmacêutico, financeiro, higiene e limpeza, metalúrgico, moda e vestuário, petroquímico, telecomunicações, entre outros. Também é responsável por planejamento estratégico e inovação em gestão, integrados à disciplina de Branding. Anteriormente, atuou na McKinsey, Accenture, Promon Ventures e Aché Laboratórios. "]Lucas Reñe Copelli - sócio diretor da Vallua, é graduado em engenharia pela UNICAMP e pós-graduado em marketing pela ESPM. Atuou nos setores automobilístico, aviação, bens de consumo, construção civil, energia, farmacêutico, financeiro, higiene e limpeza, metalúrgico, moda e vestuário, petroquímico, telecomunicações, entre outros. Também é responsável por planejamento estratégico e inovação em gestão, integrados à disciplina de Branding. Anteriormente, atuou na McKinsey, Accenture, Promon Ventures e Aché Laboratórios. [/caption]

Tags: