Canal
Geral

<!--:pt-->Começou a festa<!--:-->

Por: 0 20 de Junho de 2010

O Festival Internacional Cannes Lions 2010 começou e promete grandes novidades este ano. Em termos promo, a grande mudança se dá no nome da categoria, que passa a se chamar Promo & Activations, com o objetivo de abarcar todas as possibilidades em termos de ações desenvolvidas pela disciplina. Uma das atividades promo mais aguardadas é o workshop da Ampro que acontece pela segunda vez no Festival.

O encontro entre Rodrigo Rivelino, presidente da Aktuell, e Luciana Feres, diretora de marketing da Coca-Cola no Brasil, será mediada por Alexis Pagliarini, VP da Ampro, e acontece no dia 23/06, das 12h30 às 14h30 (08h30 às 10h30 horário de Brasília). O assunto do seminário será as oportunidades de negócios geradas por eventos esportivos. O Brasil inscreveu 2.115 peças na edição 2010, o que representa uma alta de 39% em relação aos 1.519 trabalhos inscritos no ano passado. No ano passado (2009) a categoria que nossos leitores mais entendem era chamada apenas de Promo e inscreveu 56 trabalhos. Em 2010 teremos 113 trabalhos na rebatizada Promo & Activation. No total de inscrições, o Brasil foi o segundo país que mais inscreveu no Festival este ano, atrás apenas dos EUA, que tiveram 3.370. Mas as inscrições brasileiras em 2010 não retomaram o mesmo patamar de 2008, quando 2.461 trabalhos haviam participado. Em 2009, houve uma queda de 38%. PR Lions também cresceu no Festival Em sua segunda edição, a área de PR Lions (Relações Públicas) também cresce em Cannes. Após um primeiro ano com 431 inscrições, em 2010 elas saltaram para 571, o que em número de concorrentes a deixa à frente somente de Titanium & Integrated, a mais onerosa para as agências. Quem mais inscreveu no PR Lions 2010 foi a Salem, com cinco peças, seguida por Lew’Lara\TBWA, Ogilvy, Publicis, Santa Clara e Wunderman, todas com três. De assessorias de imprensa, poucas se fizeram presentes. A Ketchum, por exemplo, concorre com uma peça. A agência tem sua sócia diretora Rosana Monteiro como representante brasileira no júri. No total, o Brasil levará 42 peças, o quarto maior contingente, atrás de Estados Unidos (82), Reino Unido (59) e Suécia (52). Países com tradicional presença em Cannes, como Alemanha, França e África do Sul, ficaram para trás. Existem chances de repetir o feito do ano passado, quando a LiveAd e a Rede Globo conquistaram Leão pelo case digital “Mil Casmurros”. Veja a lista dos trabalhos brasileiros inscritos em PR. A nova premiação a partir de 2010 será o Grand Prix for Good com o objetivo de reconhecer cases inscritos que, até então, não poderiam concorrer a um Grand Prix por terem sido feitos para organizações de caridade ou serviços públicos Em termos educacionais, Cannes também realizou uma parceria interessante que terá relevância em 2010. Em conjunto com a Berlin School of Creative Leadership foi criado o Cannes Creative Leaders Programme, um treinamento de duas semanas que iniciou em Berlim, uma semana antes da abertura do Cannes Lions 2010 e terá continuidade na semana seguinte em Cannes, durante o Festival. O programa oferece treinamento intensivo para profissionais criativos e líderes de áreas criativas em agências e empresas, projetos em grupo, palestras e muitas outras atividades para um seleto grupo de 30 participantes. As duas semanas de treinamento custaram 7.950 euros a cada aluno, valor que inclui a participação em todos os eventos do Festival, alimentação e entrada VIP nas festas de gala de abertura e encerramento de Cannes. Nem bem começou o Festival de 2010 e já surgem especulações sobre novos segmentos que podem surgir em 2011. Segundo Philip Thomas, CEO do Festival, as areas mais cotadas para integrar o evento sao Brand Content, Technology e Mobile – “Algumas dessas já estao sendo discutidas há algum tempo” – revela Thomas – “Acredito que, se houver novidades em 2011, estarao entre Brand Content e Mobile. E quem sabe até Technology, que é uma ferramenta cada vez mais explorada e de diferentes maneiras na publicidade”.

Tags: