Canal
Geral

<!--:pt-->Clear Channel transforma lixo em renda <!--:-->

Por: 0 16 de Julho de 2009

Uma iniciativa da Clear Channel de São Carlos (SP) tenta chamar a atenção da população para uma questão importante: como contribuir para o meio ambiente e ao mesmo tempo promover a economia sustentável nas cidades. O projeto consiste na doação das lonas já utilizadas nos outdoors da empresa para um grupo de artesãs, a Associação Maria Fuxico, que agrega sete donas de casa do bairro Santa Maria II (São Carlos), as quais encontram na venda de produtos confeccionados a partir de material reciclado uma forma de auxílio financeiro para o sustento de suas famílias.  associacao-maria-fuxico "Com a doação das lonas, a Clear Channel contribui para a preservação do meio ambiente", comenta a presidente da Associação Maria Fuxico, Juliana Aparecida de Oliveira. Ela conta que com o material doado, as costureiras devem produzir um lote de 350 ecobags, as quais já têm destino certo. Todas serão adquiridas por uma empresa da região para a promoção de um evento. "A Clear Channel doa as lonas, a comunidade recicla o material e a iniciativa privada gera a renda com a compra dos produtos", explica a gerente comercial da Clear Channel de São Carlos, Gessimar Zaffani, responsável pelo projeto.      [caption id="attachment_20101" align="aligncenter" width="533" caption="Costureira da Associação Maria Fuxico."]Costureira da Associação Maria Fuxico.[/caption] A preservação ambiental ocasionada pela venda das ecobags feitas com as lonas da Clear Channel se dá a partir do momento que se evita o depósito do material no meio ambiente (lona), além da diminuição do uso de sacolas plásticas convencionais. "A venda das ecobags também irá gerar renda a toda uma comunidade,  proporcionando uma economia sustentável para mais de 60 pessoas", diz Gessimar. A Associação Maria Fuxico faz parte da Incubadora Regional de Cooperativas Populares (Incoop), um projeto da Universidade Federal de São Carlos. Dentro da Incubadora, o Maria Fuxico também está envolvido no Projeto Sacoleco, o qual foi vencedor do 10º Prêmio Banco Real Universidade Solidária (Unisol). A ação promove a confecção de sacolas retornáveis em substituição às sacolas plásticas tão comuns nos diversos segmentos do comércio.   [caption id="attachment_20102" align="aligncenter" width="533" caption="Costureiras da Associação Maria Fuxico."]Costureiras da Associação Maria Fuxico.[/caption] Gessimar comenta que a ideia é que cada vez mais empresas se associem ao projeto e que esta seja apenas a primeira de muitas doações de material feita pela Clear Channel. "A oportunidade de se aliar a uma grande causa faz com que a organização pertença a algo, que toque as pessoas e ultrapasse o relacionamento de uma simples compra e venda. A ação faz com que se tenha uma imagem atrativa e bem posicionada por meio do marketing social, proporcionando uma ampliação das relações entre a empresa e a sociedade, que supera a troca e torna-se uma relação de confiança", diz a gerente comercial da Clear Channel. Projeto Ecobags da Clear Channel O Brasil produziu cerca de 18 bilhões de sacolas plásticas em 2007, que demoram cerca de 500 anos para se decompor. Mais de 1 bilhão de sacolas são distribuídas todo mês pelos supermercados e 80% delas viram sacos de lixo doméstico e vão parar em aterros sanitários. Para minimizar os danos causados ao meio ambiente, a Clear Channel desenvolve desde 2007 o Projeto Ecobags, uma iniciativa que transforma as lonas dos outdoors em sacolas vai e vem, que tem dupla função ecológica, colaborando para a diminuição de sacolas plásticas e o reaproveitamento de um material que poderia ser depositado no meio ambiente.

Tags: