Canal
Geral

Centro de Convenções de Natal recebe investimentos

Por: 0 12 de Dezembro de 2014

Na manhã de 11/12, a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, assinou a ordem de serviço para a ampliação do Centro de Convenções de Natal. Os recursos, da ordem de R$ 30 milhões, estão assegurados junto ao MTur. As obras ficarão sob responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura. Segundo a governadora, a burocracia para regularização de titularidade do terreno foi o principal entrave à abertura de licitação e consequente início das obras.

Foto: Divulgação.
[caption id="attachment_438611" align="aligncenter" width="562"]Momento da assinatura do repasse da verba para ampliação do Centro de Convenções de Natal. Momento da assinatura do repasse da verba para ampliação do Centro de Convenções de Natal.[/caption] “Palavra dada é compromisso cumprido.”, disse a governadora no início de seu discurso. “Realizamos agora o sonho de uma melhor estrutura para receber eventos turísticos, sobretudo na baixa estação. A obra está praticamente pronta para ser iniciada, faltando apenas o alvará de construção. Podemos dizer que pode começar amanhã. Todas as licenças foram liberadas, graças à união de esforços entre o trade e o Governo. E na reinauguração deste Centro de Convenções, eu estarei na plateia aplaudindo este grande feito para o nosso Estado.”, concluiu. Para o presidente da Empresa de Promoções Turísticas do RN, Alexandre Mulatinho, essa ampliação é reivindicação antiga do trade, que se concretiza na atual gestão, também responsável por tornar possível a Copa 2014 em Natal, o novo Aeroporto de São Gonçalo do Amarante e o Terminal de Passageiros do Porto de Natal. “São obras estruturantes que modificaram para melhor o perfil do turismo no Rio Grande do Norte”, ressaltou o presidente da Emprotur. A expansão do Centro atenderá um público de até sete mil pessoas simultaneamente ou divididas em três espaços. Atualmente, o Estado do Rio Grande do Norte não dispõe de um espaço com esta capacidade. O Centro de Convenções possuiu 14.255,39 m² de área construída. Após a ampliação passará a ter 22.403,69 m² de área edificada. Para o pavilhão multiuso, o projeto prevê subdividi-lo em duas ou até três salas, independentes, através da utilização de divisórias móveis e acústicas.

Tags: