Canal
Geral

CDL cancela a edição 2014 do "Liquida Manaus"

Por: 0 27 de Junho de 2014

A campanha “Liquida Manaus”, responsável por movimentar a venda no comércio local no período de baixa demanda e impulsionar a geração de empregos temporários, não será realizada este ano em Manaus. O motivo, de acordo com o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL -Manaus), Ralph Assayag, é que a entidade não obteve apoio do governo do Estado para realizar a ação de marketing promocional. O fato culminou no cancelamento da ação promocional em 2014. Como resultado, haverá perdas no faturamento dos lojistas da Capital, na avaliação de Assayag. Para o presidente da CDL-Manaus, as perdas são agressivas, uma vez que só no ano passado, o “Liquida Manaus” movimentou quase R$ 150 milhões, além de gerar 2,2 mil novos empregos. liquida-manaus Segundo ele, é lamentável não poder fazer a campanha nesse ano, principalmente, porque não só o comércio deixa de arrecadar, mas o próprio governo, que somente na última edição, recolheu 17% do total, ou seja, R$ 25 milhões foram arrecadados de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) pelo governo estadual. “O valor foi 9% a mais que o registrado no ‘liquida’ de 2012”, revelou Assayag. Descontos Durante o Liquida Manaus, que geralmente é realizado no final do mês de março e a primeira quinzena de abril, quando a movimentação no comércio é mais fraca que nos outros meses, lojistas chegam a oferecer descontos de até 70% nas peças de vestuário, calçados e eletrônicos. Além disso, a cada certo valor em compra (no ‘Liquida’ do ano passado, o valor era de R$ 25,00), os consumidores ganhavam cupons que davam direito a participar de sorteios de prêmios, que incluíam até carros utilitários. Participação Segundo o presidente da CDL Manaus, todas as áreas do comércio local participam da iniciativa, sendo que na edição de 2013, 1,2 mil empresas aderiram à ação. Assayag destacou ainda que esse ano não teve e nem terá “Liquida Manaus”, cuja principal proposta é oferecer aos comerciantes de Manaus oportunidade de aumentar o fluxo de vendas e evitar o acúmulo de estoque. Para ele, sem o apoio do governo, a entidade não tinha condições de promover a campanha sozinha, por isso, a alternativa encontrada foi a de cancelar. “Talvez alguns lojistas da Capital realizem promoções para aquecer as vendas em suas lojas, mas nada como o ‘Liquida’ que é feito com premiações, entrega de cupons fiscais e identidade visual nas proporções do “Liquida Manaus”, finalizou o presidente da CDL-Manaus, Ralph Assayag.

Tags: