Canal
Geral

Duelo na Selva

Por: 0 30 de Junho de 2012

Começou na noite de sexta-feira (29/06) e prossegue neste sábado (30/6), a 47ª edição do Festival de Parintins, diretamente do coração da Amazônia. Em um espetáculo de luz, cor e emoção, todas as atenções estavam voltadas para a já tradicional disputa entre os bois Caprichoso e Garantido. A pequena cidade de Parintins, localizada a 500 Km de Manaus, recebe mais de oitenta mil turistas durante a festa.

Com o tema “Garantido, Tradição”, o boi vermelho abriu a 47ª edição do Festival Folclórico de Parintins na noite desta sexta-feira, dia 29, enaltecendo seu criador, Lindolfo Monteverde. Ao entrar na arena do bumbódromo, o apresentador Israel Paulain falou sobre a origem nordestina e humilde do pescador Lindolfo, que se confunde com a história do boi da Baixa do São José, região da cidade de Parintins onde fica o curral do bumbá. [caption id="attachment_208431" align="aligncenter" width="560" caption="Garantido e a força do vermelho abriram Festival de Parintins 2012. crédito: Carol Gherardi/Band"][/caption] Já o Boi Caprichoso traz como toada principal, a intitulada 'Viva a Cultura Popular'. A letra é animada e exalta todos os costumes populares do Brasil. A toada, composta por Guto Kawakami, Geovane Bastos, Adriano Aguiar, é interpretada pelo levantador de toadas, David Assayag. Outras três toadas serão executadas pelo boi azul: 'Farinhada', que mostra uma das figuras típicas da cultura regional,'Folguedo Caprichoso', música da apresentação da Sinhazinha, e 'Universo de Amor', uma das músicas da galera azulada. [caption id="attachment_62951" align="aligncenter" width="387" caption="O Boi Caprichoso promete levantar a galera azul."][/caption]

Entenda o Festival de Parintins

O Festival de Parintins acontece sempre no último final de semana do mês de junho. São três noites (sexta, sábado e domingo) para os “Bois” – como são chamadas as equipes – contarem a mesma história, com as lendas, os rituais, as danças tribais, os bonecos, os trajes, as alegorias, que são exigidas. No total, o público assiste seis vezes o espetáculo das agremiações, porém, cada noite é diferente, em um espetáculo completamente novo. A ideia é simples: os bois Garantido e Caprichoso precisam contar a história de um “Boi” alegre, brincalhão e animado. No conto, este animal dançava, enchendo de energia os lugares por onde passava, sendo muito querido por todos; até que um dia, um empregado da fazenda, Pai Francisco, matava o bicho para satisfazer o desejo de sua esposa, que grávida, queria comer língua de boi. Esse personagem e sua esposa, Mãe Catirina, passavam a ser perseguidos por todos na cidade. Na tentativa de salvar o “Boi”, apareciam o médico, o padre, o Amo da fazenda e sua filha – a Sinhazinha. Depois de muita reza e de fazerem todo o possível, finalmente, conseguiam ressuscitar o animal. A felicidade era enorme, começava uma grande festa e, Pai Francisco, que até então era o vilão da história, acabava sendo perdoado. O lugar para contar essa história folclórica é uma arena, chamada de “Bumbódromo”, que acomoda 35 mil espectadores. Cada “Boi” tem três horas para se apresentar e o vencedor é escolhido por um júri, que avalia a performance de cada “Boi” em diversas categorias: apresentação do “Boi”, apresentação da tribo indígena, apresentação dos tuxauas – chefes indígenas –, apresentação do rituais xamanísticos, melhor música, melhores alegorias, melhor coreografia, entre outros. [caption id="attachment_62952" align="aligncenter" width="560" caption="Bumbódromo tem capacidade para receber 35 mil pessoas."][/caption]

O Julgamento

A cada noite são escolhidos 21 ou 22 itens a serem julgados por um grupo composto de 12 jurados. A nota mínima é 7 e a máxima é 10, podendo-se usar frações. No entanto, quando a associação não apresenta algum item que estiver sendo julgado naquela noite, ela recebe nota zero, ainda que seja apresentado em qualquer das outras noites. [caption id="attachment_208436" align="aligncenter" width="540" caption="A Volvo é uma das marcas que troca de cor e aproveita o evento no Amazonas para relacionamento com seus clientes"][/caption]

Tags: