Canal
Geral

Capacitação em diversidade agora no formato EAD

Por: Redação. 1 de Agosto de 2020

Entender e aceitar a diversidade, integrar as minorias no cotidiano corporativo e promover a inclusão para além deste universo. 

Essa é a ideia do programa de capacitação MDI – Mestre da Diversidade Inclusiva, elaborado pela agência um.a#diversidadeCriativa e pela Pearson Educacional, que agora estão lançando a versão EAD. 

Leia também: Vozes negras importam

Leia também: 'OcupAção Promoview': Nova série de artigos sobre o mercado e comunicação.

Destinado a empresas – 60 já se mostraram interessadas em testar o módulo degustação do produto –, a perspectiva é ter 10 mil colaboradores capacitados em um ano. 

“A versão do MDI-EAD foi criada como uma jornada totalmente on-line e acessível, em uma completa imersão pela diversidade no mundo corporativo, engajando as lideranças e os colaboradores, a partir dos ganhos comprovados da inclusão das diferenças nas empresas.”, afirma Ronaldo Ferreira Junior, sócio-fundador da um.a#diversidadeCriativa. 

Nas capacitações, especialistas e protagonistas de diferentes grupos de identidade apresentam suas realidades, mostram os desafios e também casos em que boas práticas estão transformando para melhor o ambiente de trabalho. 

Parte da jornada tem impacto para além do mundo das empresas. O motivo é que, a cada participante corporativo pagante, há o compromisso de formar um estudante, educador ou participante assistido por ONG, ou instituição voltada à inclusão, de forma totalmente gratuita. “Assim, dobramos a capacidade desta grande rede de apoio em prol da diversidade e inclusão.”, conclui Ronaldo.

A agência um.a#diversidadeCriativa uniu sua expertise à metodologia global de educação de adultos desenvolvida pela Pearson Educacional para a criação do programa de capacitação MDI – Mestre da Diversidade Inclusiva. 

MDI é uma grande rede colaborativa, que busca, por meio de ações afirmativas, construir um ambiente saudável e sustentável.

A expectativa da agência um.a#diversidadecriativa é ter, em um ano, 10 mil colaboradores capacitados e mais 10 mil estudantes ou professores assistidos como legado.

Nas capacitações, especialistas e protagonistas de diferentes grupos de identidade apresentam suas realidades, mostram os desafios, além de casos em que boas práticas estão transformando para melhor o ambiente de trabalho. “A partir da consciência individual e coletiva dos participantes, trabalha-se a vontade de agir, por meio do poder de transformação das ações afirmativas e do processo de gestão de mudança pessoal de cada um dos colaboradores.”, diz Ferreira Junior.

De acordo com ele, o MDI foi pensado para mostrar o grande mosaico que surge, quando se elabora a proposição de incluir no mundo corporativo cinco grupos de identidade: mulheres, em gênero; negros e pardos, em raça e etnia; pessoas com deficiência, em PCDs; pessoas da comunidade LGBTQI+ e multigerações, em ambientes onde jovens e pessoas mais experientes vivenciam trocas e construções mútuas. “Sabemos que a diversidade é ainda mais plural, porém, nesse formato, esperamos ter incluído os grupos que hoje somam maior representatividade no Brasil.”, ressalta.

Samanta Lopes e Ronaldo Ferreira Junior.

Ele lembra que parte da jornada tem impacto para além do corporativo. O motivo é que, a cada participante corporativo pagante, há o compromisso de formar um estudante, educador ou participante assistido por ONG, ou instituição voltada à inclusão, de forma totalmente gratuita. “Assim, dobramos a capacidade dessa grande rede de apoio em prol da diversidade e inclusão”, afirma.

“A aliança entre um.a e Pearson é um investimento para construir, com cada participante, ações baseadas em dados relevantes e em sentimentos como positividade, compaixão, empatia e respeito básico entre todos.”, diz Ferreira Junior. 

“A escolha por lançar o projeto nesta época de crise global busca lembrar que o primeiro passo para sairmos do caos é estarmos conectados, priorizando valores básicos da vida, que são construídos com e para as pessoas.”, afirma o sócio da um.a#diversidadeCriativa.

As informações abaixo mostram quão importante é esse tipo de iniciativa

– As mulheres representam a maior parcela de nossa população, mas menos de 5% das CEOs das maiores empresas são mulheres (Fonte: Women in S&P 500 Companies de 2020).

– 9 entre cada 10 pessoas afirmam existir preconceito contra os idosos no mercado de trabalho (Fonte: Folha de São Paulo).

– Somente 1% dos jovens brasileiros fala o idioma inglês fluentemente (Fonte: British Council).

– 82% dos empregos informais criados no Brasil foram ocupados por mulheres negras (Fonte: Instituto Ethos).

– O racismo estrutural que presenciamos todos os dias aumenta em 2,6 vezes o risco de morte para uma pessoa, só pelo fato de ser um homem negro (Fonte: portal Gov.br).

– 61% dos funcionários LGBTQI+ escondem a sexualidade no ambiente corporativo (Fonte: Demitindo Preconceitos – Santo Caos), bem como sofrem com medo de discriminação e assédio no ambiente de trabalho.

– 24% da imensa população de brasileiros são PCD, que em sua maioria não trabalham. Muitos deles ficam fora do mercado de trabalho em consequência de vieses de limitação que lhes impedem o acesso ao mercado (Fonte: IBGE PNAD Contínua).

Tags: diversidade | melhores-da-semana | MDI | Mestre da Diversidade Inclusiva | capacitação em diversidade | agência um.a | Pearson Educacional | news-geral