Canal
Geral

Cantores criam o Manifesto da Música Autoral

Por: 0 24 de Junho de 2014 03:30

A ideia de compartilhar canções autorais e de consumir a música de artistas de Santa Catarina tomou forma, saiu do papel e virou um manifesto. O Ouroboros – Manifesto da Música Autoral foi criado para expressar e mostrar a arte nua e crua, com a verdadeira essência de compositores que respiram a música onde quer que ela esteja. Calinho Luminoso, músico e compositor de Brusque, Daian Schmitt, de Blumenau, Bruno Kohl, de Porto Belo, e Dentinho Arueira, de Joinville, integram o Ouroboros, nome cujo símbolo é representado por uma serpente que morde a própria cauda. manifestoouroboros01 E é com esta proposta – de compor, compartilhar e compactuar, onde um consome a arte do outro; um apresentando a música do outro – que os músicos irão instigar você a pensar na música como um diálogo, compartilhando histórias e canções. “A música se multiplica quando a gente se consome”, diz Bruno Kohl. Os quatro compositores unidos pela sensibilidade da música e com estilos próprios de criar canções querem com o Manifesto Ouroboros apresentar não só a música, mas o respeito e admiração pelo trabalho que cada um tem pelo outro. “Queremos legitimar a música autoral fazendo com que o público consuma a arte de raiz, conhecendo diferentes canções”, conta Dentinho Arueira. Com encontros todas às segundas-feiras, o quarteto pretende organizar shows pelo Estado. O primeiro já está agendado para 18/07, em Brusque. Em agosto, será a vez de Blumenau. Em setembro, o grupo se apresentará em Porto Belo, e, por fim, novembro, com show em Joinville. Segundo os compositores, haverá uma dinâmica que traduz todo o conceito do Manifesto: cada músico irá cantar a música do outro, depois todos cantam juntos, em uma verdadeira antropofagia autoral. Esse é o Manifesto Ouroboros! Conheça mais detalhes no projeto no site oficial do projeto e na página do Facebook.

Tags: