Canal
Geral

Brinquedos Estrela vem com relançamentos para o Natal

Por: Assessoria Brinquedos Estrela. 18 de Novembro de 2015

"Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma". A máxima do Pai da Química Moderna, Antoine Lavosier foi dita no Século XVIII. Ainda muito atual, a frase é referência para a Brinquedos Estrela.

A tradicional fabricante de brinquedos cria sim. E muito. A cada ano coloca no mercado centenas de novidades - desta vez são 250 -, mas também tem o hábito de revisitar seu portfólio de quase 80 anos de história na busca de preciosidades que têm verdadeira "química" com os consumidores.

Em 2015, a empresa lança o Autorama Fast Track, que evoca o visual das pistas da década de 80; traz uma versão personalizada do Cara a Cara cujo original data de 1986; agrega um aplicativo atrelado ao celular dos adversários no jogo Detetive, da década de 70; e retoma a produção do Ferrorama XP 300, trazido inicialmente às lojas em 1980. O produto volta ao mercado igualzinho à edição de 35 anos atrás, a pedido de colecionadores e fãs das locomotivas de brinquedo.

O relançamento de brinquedos é uma prática comum da Estrela, segundo Aires Leal Fernandes, diretor de Marketing da companhia. "As novidades são o oxigênio do nosso mercado. Como nosso consumidor final se desloca com o tempo, nossos hits do passado são novidade para as crianças desta década. A Brinquedos Estrela tem muita experiência no mercado de brinquedos e um portfólio recheado de sucessos. Assim, por que não reproduzi-los para as crianças que ainda não os conhecem?", diz.

A empresa procura sempre atualizar, repaginar, agregar luzes, sons e outros elementos a estes produtos, de forma que possam encantar as crianças de hoje, que são mais exigentes e bem informadas, visto que têm acesso a diversas mídias que sequer existiam há 30 anos, por exemplo.

Os itens repaginados representam entre 10% e 15% do faturamento da Estrela. Esta representatividade tem crescido ao longo dos anos. Cada vez que relança um produto, o relançamento faz tanto sucesso que puxa outro relançamento.

Em 2010 a companhia trouxe de volta o Ferrorama a pedido dos consumidores em uma campanha que deu o que falar nas redes sociais e que ganhou até Leão de Ouro em Cannes. A repercussão foi tanta que em 2012 foi relançado o Ferrorama XP 100, uma réplica do Ferrorama de 1979 e em 2015 o Ferrorama XP 300, inicialmente lançado em 1980.

O Autorama costuma sempre aparecer na linha da Estrela desde 1960. Foi evoluindo com o tempo e ganhou versões bem tecnológicas, mas os saudosistas da época em que o Brasil estava em alta no automobilismo pediram de volta os carrinhos de Fórmula 1 e as pistas de fenda.

O Cara a Cara e o Detetive também jamais deixaram de fazer parte da coleção da Estrela. Já tiveram e têm versões ligadas a licenciamentos e agora estão ainda mais interessantes. O Cara a Cara pode ser personalizado pelos consumidores, que transformam seus familiares e amigos em personagens do jogo. Já no Detetive os competidores recebem dicas para resolver os mistérios propostos nas partidas pelo celular, por meio de vídeos, mensagens e ligações.  

Uma vantagem que a empresa enxerga na estratégia de relançar é que certamente haverá um membro da família que brincou com o produto em sua infância e será uma espécie de embaixador do brinquedo da Estrela junto à nova criança.

"Nosso shopper busca uma intersecção entre o passado e o futuro, revivendo com nosso brinquedo emoções de sua infância em prol de promover um pouco desta mesma felicidade para seu filho, sobrinho, neto, enfim, para quem ele presenteará.", diz Fernandes, mostrando que esta é uma combinação cheia de química para o sucesso.

Tags: