Canal
Geral

Brasil terá cinco competidores no Rally Dakar

Por: 0 21 de Novembro de 2014

A organização do Rally Dakar divulgou no dia 19/11, durante coletiva de imprensa em Paris, os nomes dos competidores que participarão da edição 2015 da principal competição off-road do planeta. Cinco brasileiros estão inscritos na disputa que acontece de 1º a 17 de janeiro na Argentina, Bolívia e Chile. Jean Azevedo, da Honda South America Rally Team, é o representante do Brasil nas motos. Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, da Mitsubishi Petrobras, correrão nos carros e André Suguita, nos quadriciclos. Maykel Justo será navegador do piloto português Ricardo Leal, também nos carros.

Foto: Gustavo Epifanio.
brasil rally dakarAos 40 anos de idade, Jean Azevedo participa pela 17ª vez da competição. Foram 13 nas motos e três nos carros. O paulista de São José dos Campos tem no currículo um quinto lugar na classificação geral das motos do Dakar em 2003, quando a prova era realizada na África. Jean já venceu duas etapas, uma em 2005 e outra em 2007. Há mais de 20 anos no mundo do rali, o carioca Guilherme Spinelli estreou no Dakar em 2009. De lá para cá, esteve em todas as edições. O melhor resultado na principal prova off-road do mundo foi o nono lugar na classificação geral dos carros em 2011. Youssef Haddad, engenheiro mecânico e gerente do departamento de competição da Mitsubishi, também é um veterano em Dakar. Já correu ao lado de Jean Azevedo, nos carros, e continua na categoria como navegador de Spinelli. Natural de Taubaté, Maykel Justo será o navegador do português Ricardo Leal, nos carros. Ele tem grande experiência em provas fora de estrada: já navegou para o piloto André Azevedo na categoria caminhões em oito edições do Dakar, na África, onde conquistou em 2006 um quarto lugar na classificação geral. André Suguita, 34 anos de idade, é administrador de empresas e atua em um grande Banco no mercado financeiro. Ele é o único estreante no Dakar 2015 e o principal objetivo dele é conseguir terminar a prova, fato inédito para um brasileiro na categoria quadriciclo da competição. Largada e Chegada em Buenos Aires A 37ª edição do Dakar, a sétima realizada na América do Sul, traz de volta o formato de laço da prova, isto é, com largada e chegada no mesmo local: Buenos Aires (ARG). Ao todo, são 414 veículos na lista de inscritos, que incluem as categorias motos, quadriciclos, carros e caminhões. Pilotos e navegadores vão enfrentar mais de 9.000 quilômetros em estradas, trilhas e dunas. Com percursos e dias de descansos diferentes para motos/quadris e carros/caminhões, a competição promete ser ainda mais acirrada. Desta vez, a etapa maratona, quando os participantes não podem ter apoio mecânico das equipes, será estendida para todas as categorias. O espanhol Marc Coma participa mais uma vez da prova para defender o título nas motos. Entre os fortes adversários estão os pilotos da Team HRC Joan Barreda, Helder Rodrigues e Paulo Gonçalves, além dos pilotos da Yamaha Olivier Pain, terceiro na edição 2014, e Juan Pedrero. Nos carros, a estreia da Peugeot com o 2008 DKR tem uma equipe de peso com Stéphane Peterhansel, Cyril Despres e Carlos Sainz, que juntos somam 17 títulos do Dakar. Para enfrentar esse trio, a Mini traz também pilotos experientes como o atual campeão Nani Roma, Nasser Al-Attiyah, Krzysztof Holowczyc, Orlando Terranova e Guerlain Chicherit. Pela Toyota, o representante é o sul-africano Giniel De Villiers. Ignacio Casale, que ganhou o primeiro título do Dakar para o Chile em 2014, terá que superar novamente Rafal Sonik, Sergio Lafuente, entre outros. Nos caminhões, Gerard de Rooy vai para a revanche em 2015, já que perdeu por um triz a prova deste ano para Karginov (Kamaz). Quem também entra nesta disputa é Ales Loprais.   banner innova

Tags: