Canal
Geral

Brasil será palco do Grand Prix de Badminton

Por: 0 31 de Julho de 2014

O Grand Prix de Badminton será realizado no Brasil, mais especificamente no Rio de Janeiro, cidade onde ocorrerão os Jogos Olímpicos de 2016, entre os dias 05 a 10/08. Essa será uma forma de apresentar o esporte para quem ainda não conhece. Ao todo serão 107 atletas (64 homens e 43 mulheres) de 20 países que estarão presente no Grand Prix de Badminton que acontece no ginásio da Comissão de Desportos da Aeronáutica, no Campo dos Afonsos, Zona Oeste do Rio de Janeiro, em cinco modalidades: simples masculino, simples feminino, dupla masculino, dupla feminino e dupla mista.

Foto: Michel Regan.
badminton_michael_regan"O Grand Prix do Rio de Janeiro faz parte da nossa estratégia para desenvolver o badminton, para gerar mais interesse na modalidade no Brasil, em particular, no Rio de Janeiro, que sediará os Jogos Olímpicos de 2016. O badminton já é um esporte em crescimento no Brasil e gostaríamos muito de popularizar ainda mais o esporte, antes mesmo dos Jogos Olímpicos." afirmou Thomas Lund, secretário geral da BWF (Federação Mundial de Badminton) Além de grande oportunidade para os atletas brasileiros, que estarão em maior número de participantes (33), a BWF acredita no País como uma aposta, tanto que fará para o Brasil um programa de desenvolvimento da modalidade. "Estamos trabalhando bastante junto com a Confederação Brasileira de Badminton, para desenvolver a modalidade em todos os níveis. Além do Grand Prix, estamos implementando programas de desenvolvimento como o Shuttle Time, que tem como base a prática do esporte nas escolas, e formando treinadores. Por intermédio destes programas, esperamos aumentar o número de praticantes de badminton, e, com isso, garantir uma continuidade para a modalidade após os Jogos Olímpicos. Já vemos atletas brasileiros conquistando bons resultados, principalmente nos torneios realizados nas Américas, mas gostaríamos de ver mais. Com tudo o que está sendo feito, apostamos que o Brasil possa surgir como um dos grandes celeiros de jogadores de Badminton do mundo.", conclui Thomas Lund, secretário geral da BWF.

Tags: