Canal
Geral

Beira-Rio é aprovado por Dilma Roussef

Por: 0 24 de Fevereiro de 2014

A presidente Dilma Rousseff esteve em Porto Alegre para participar de uma cerimônia no Estádio Beira-Rio, no dia 20/02. Recebida pelo prefeito José Fortunati e a primeira-dama Regina Becker, pelo governador Tarso Genro e por dirigentes do Internacional e acompanhada pelo secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e pelo ex jogador e membro do Comitê Organizador Local, Ronaldo Nazário, a presidente caminhou pelo novo campo, deu o pontapé inicial na bola, trocou passes com D’Alessandro, capitão do time Colorado, e cumprimentou os jogadores do Internacional. [caption id="attachment_380264" align="aligncenter" width="562"]Durante a visita ao estádio, Dilma Roussef confirmou a liberação de recursos para a conclusão das obras do entorno do estádio (Foto: Luciano Lanes/PMPA). Durante a visita ao estádio, Dilma Roussef confirmou a liberação de recursos para a conclusão das obras do entorno do estádio (Foto: Luciano Lanes/PMPA).[/caption] Dilma foi até o espaço das arquibancadas onde estavam os operários que trabalham nas obras do estádio, e parabenizou os trabalhadores pelo resultado. "Ficou lindo!”, disse a presidente. Ela autografou duas bolas, uma para o Museu do Internacional, a outra foi entregue à Fundação Pão dos Pobres. A visita durou quase uma hora. O prefeito destacou a importância da presença da presidente na solenidade. “A Dilma tem um carinho muito grande pela Capital, que foi a sua casa durante muito tempo, e também pelo Beira-Rio. Ela estava se sentindo em casa, muito à vontade, e saiu com uma impressão muito positiva do estádio. E com razão, pois o Beira-Rio está muito bonito e adaptado às exigências e padrões internacionais do futebol. Ou seja, está pronto para sediar qualquer jogo internacional, inclusive as cinco partidas da Copa do Mundo de 14 que serão realizadas em Porto Alegre”, afirmou Fortunati. Recursos para Obras Durante a visita, Dilma conversou com o prefeito sobre a liberação dos recursos para as 14 obras de mobilidade, confirmada no dia 19/02, pelo governo federal. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, assinou os contratos liberando os R$ 424 milhões. Fortunati destacou que agora a Caixa Econômica Federal poderá liberar o financiamento e as obras poderão ser retomadas em um ritmo adequado. “Prestei contas à presidente Dilma do andamento das obras na Capital e agradeci o empréstimo confirmado ontem”, concluiu.

Tags: