Canal
Geral

BandNews usa recurso do Youtube para alertar sobre violência doméstica

Por: Comunicadores 11 de Maio de 2017

As mulheres que sofrem violência doméstica na maioria das vezes tenta disfarçar ao máximo e mostrar que está tudo bem na relação. Só que não está.

E para tentar expor esse problema, a campanha “Verdade Escondida” da BandNews chama a atenção das pessoas e estimula a denúncia por parte de quem sofre com com os maus tratos e precisa de ajuda.

A campanha, criada pela agência Ogilvy Brasil, é composta por vídeos que foram postados exclusivamente no YouTube. Para mostrar a realidade que de fato representa as famílias retratadas, a agência utilizou como recurso os atalhos de teclado do próprio YouTube – quando se está assistindo um vídeo na plataforma, é possível fragmentá-lo ao digitar uma das teclas do computador, de 1 a 0. O vídeo, portanto, fica dividido em 10 partes iguais, sempre proporcionalmente ao seu tamanho.

Nesta campanha, o que a Ogilvy fez foi juntar palavras já presentes nestes depoimentos e com elas formar frases de denúncia.

A partir de um certo tempo, depois que a pessoa começa a contar a sua história, aparece a seguinte mensagem escrita no vídeo: “Quer ouvir a verdade? Digite agora 180 no teclado do computador”. Ao digitar este número, o vídeo é editado juntando três palavras diferentes e formando assim uma frase de denúncia.

A frase é diferente para cada vídeo. Ao digitar 180, “Ele me bate” surge no relato da mulher que fala da sua história de vida com o marido. “Tô presa em casa” aparece em outro depoimento feminino – a mulher, ao lado do marido, relata que o programa preferido do casal é ficar em casa vendo TV e que ele não gosta que ela saia pela questão da violência das ruas. “Ele abusa dela”, por sua vez, completa a campanha com o depoimento de um irmão ao descrever a relação de sua irmã com o pai deles – ele fica muito tempo com ela ao passar o dia estudando para o vestibular.

A sacada também foi usar o número 180 da Central de Atendimento à Mulher, canal criado para receber essas denúncias e orientar mulheres vítimas de violência.

Tags: Telefonia/Internet/Tecnologia | Sustentabilidade | Responsabilidade Social | Relacionamento | Atletas