Canal
Geral

Balonismo aposta em crescimento após Mundial

Por: 0 28 de Julho de 2014

Além de mobilizar milhares de pessoas que viram as imagens pela televisão e nas redes sociais ou que estiveram pessoalmente na cidade para acompanhar o espetáculo dos balões, o 21º Campeonato Mundial de Balonismo, realizado em Rio Claro (SP), alcançou alto índice de aprovação também em sua parte técnica e deverá contribuir para o crescimento da modalidade no Brasil. Esta é a opinião geral de organizadores e participantes do campeonato que terminou no dia 26/07. Com 60 equipes de 22 países, o Mundial teve um total de nove voos e 23 provas realizadas, números que agradaram os pilotos e fizeram com que o título de campeão fosse disputado com grandes emoções.

Fotos: Divulgação/Prefeitura de Rio Claro.
mundial rio claro 1 “Achei o campeonato ótimo, muito bem feito: tudo colocado no lugar certo e um nível técnico dos mais altos”, opinou o suíço Roman Hugi, piloto há quatro anos e que no ano passado disputou o campeonato europeu na Polônia. O brasileiro Murilo Hoffmann, que integrou a equipe de apoio da África do Sul e está há 13 anos no balonismo, disse que a organização do mundial no Brasil “Superou todas as expectativas. Rio Claro ofereceu uma estrutura muito boa e a cidade soube acolher os participantes.”, afirmou. O alemão Fredy Schneider, piloto há 24 anos e mais de 1.300 voos, disse que a vibração do público brasileiro surpreendeu positivamente. “Estive seis vezes no Japão. Lá o entusiasmo com o balonismo é muito grande, e aqui em Rio Claro, as pessoas também mostraram isto, apoiando os pilotos nas decolagens e se interessando pelo funcionamento dos balões.”, comparou. Emiliano Saran Azevedo, da coordenação do evento, destaca que tudo saiu como planejado. Os pontos centrais da organização, como segurança, coordenação, locais para briefing e decolagens e área de refil, foram plenamente providenciados. “Quando surgiram as necessidades, todas foram atendidas.”, ressaltou. Em seu terceiro mundial, o piloto francês Nicolas Schwartz acha que o Brasil pode crescer muito no balonismo a partir deste Mundial. Ele disse que o campeonato realizado em Rio Claro deixou uma impressão muito boa aos participantes pela organização e pela simpatia do público brasileiro. mundial rio claro 2 Para Edison Romagnolli, presidente da Confederação Brasileira de Balonismo, o sucesso deste campeonato no Brasil deverá ampliar o público deste esporte no País e fazer surgir novos competidores. Monumento em Homenagem ao Mundial de Balonismo Com seis metros de altura por 2,5 metros de largura e aproximadamente três toneladas de chapa metálica, foi inaugurado na manhã do dia 26/07, o monumento que marca a realização do 21º Campeonato Mundial de Balonismo em Rio Claro. Conforme lembrou o prefeito Du Altimari ao inaugurar o monumento, esta foi a primeira fez que o Mundial aconteceu na América Latina. Até então, a competição só era realizada na América do Norte, Europa e Ásia. “Este monumento é também uma prova de que a população de Rio Claro está plenamente satisfeita com a realização do mundial.”, afirmou Edison Romagnoli, presidente da Confederação Brasileira de Balonismo. [caption id="attachment_410559" align="aligncenter" width="386"]Autoridades locais estiveram presentes na inauguração do monumento em homenagem ao Mundial de Balonismo. Autoridades locais estiveram presentes na inauguração do monumento em homenagem ao Mundial de Balonismo.[/caption] “O balonismo se mostrou um esporte democrático em sua beleza.”, avaliou a vice-prefeita Olga Salomão ao comentar a participação da comunidade. O prefeito da cidade japonesa de Saga, Toshiyuki Hideshima, que também participou da inauguração, elogiou Rio Claro pelo sucesso do campeonato e confirmou que Saga – sede do Mundial 2016 – vai utilizar muitas experiências de Rio Claro para organizar o próximo mundial de balonismo. O arquiteto Marcos Pisconti Machado, autor da concepção artística da obra e que fez todo o acompanhamento da montagem do monumento, explicou que o enferrujamento natural da chapa metálica dará a coloração ideal à obra, que futuramente receberá um sistema de iluminação. O monumento apresenta a composição de três balões de tamanhos e desenhos diferentes e despertou grande curiosidade de quem passou pela rotatória da Avenida 29 com Rua 9, local onde foi instalado. Os vereadores João Zaine, Júlio Lopes e Raquel Picelli, e a diretora da Faculdade Anhanguera, Débora Aceti, também participaram da solenidade.  

Tags: