Canal
Geral

Ativações, estandes, exposições e festas: Live de Cannes

Por: 0 24 de Junho de 2013

Talvez tenha sido a expectativa alta, mas a verdade é que os espaços e ativações de marca decepcionaram um pouco em 2013. É com absoluta certeza que afirmamos que o crescimento da categoria de P&A dentro do Palais não se refletiu do lado de fora, nas ações das marcas que vão para Cannes apresentar os seus resultados, identificar tendências e marcar presença junto aos participantes. Ao contrário de outros anos, porém, vimos as ativações ganharem complexidade e isso, sem dúvidas, foi o ponto mais alto dos espaços promocionais. E chegamos cedo para ver tudo ser montado, como apresentamos no Facebook.

Como já contamos, o estande da China trouxe uma realidade diferente e até mesmo difícil de absorver para o nosso mercado live ocidental. Já o Google, principal espaço de 2012, repetiu na Riviera um pouco do que apresentou no (imperdível) SxSW em março: o tênis  que fala e nos estimula a continuar caminhando, correndo ou exercitando, entre outros objetos do dia a dia que se conectam à internet. E, embora tenhamos ido com grande expectativa para conhecer o Google Glass, ainda não foi desta vez.

Na praia, ao lado do Creative Sandbox do Google, estava novamente instalado o espaço Film Brazil. O design do espaço se supera a cada ano e a proximidade com a praia, a música sempre aconchegante e presença de produtos brasileiros, sob aquele calor mediterrâneo, não deixa dúvidas de que estamos no espaço mais brasileiro de Cannes. 

Diferente de 2012, o YouTube não teve um espaço só seu dentro do Palais, mas dentro da plage do próprio Google. O estande em si, contou com uma área mais ampla para palestras e bate-papos e um segundo andar, com vista panorâmica da praia, onde era possível relaxar à sombra e fazer reuniões.

O principal brinde deste ano eram toalhas de praia, onde era possível fazer na hora impressões sob medida com o desenho do seu Android (como nas camisetas, em 2012).

Uma nova área para estandes, chamada "cabanas", apareceu do lado de fora do Palais. De acordo com Ray Sutters, diretor-comercial do Lions Festivals, a ideia é expandir as atividades por boa parte da orla, hotéis e espaços disponíveis à beira-mar nos próximos anos, com vistas a dar vazão ao aumento considerável de público. Nas cabanas, empresas focadas em gestão de dados, mídia e tecnologia para a comunicação e o marketing.

Do lado de dentro, a "esquina" destinada ao YouTube em 2013, foi ocupada pela Getty Images. Mais de um milhão de vídeos do acervo do banco de imagens passava diante dos olhos dos participantes, sendo possível selecionar com movimentos gestuais, movendo para cima e para baixo, quais imagens assistir.

Os brindes eram bottons e cubos mágicos com imagens icônicas. Também estavam disponíveis bebidas sem álcool para refrescar os dias de calor intenso e sol forte. A Microsoft seguiu ocupando a frente do Palais, este ano com muita interatividade e Haagen Dasz para os participantes mais engajados. Com Windows 8 disponível em todas as telas, foi possível conhecer mais sobre o software que está mudando a forma como interagimos com os nossos dispositivos. Para completar, uma photoboot, também já presente em ações de anos anteriores, registrava a passagem dos visitantes e publicava direto no Facebook. No capítulo 'Festas', destaque para a de gala na abertura do Festival e para o Yahoo!, que colocou na pista a estrela Jason Mraz, numa das noites mais concorridas da semana. [caption id="attachment_302312" align="aligncenter" width="562"] Jason Mraz.[/caption] As maravilhosas e sempre geladas garrafinhas de alumínio alusivas aos 60 anos do Festival, certamente foram o brinde mais querido aprovado este ano. Disponíveis em todo o Palais, à vontade, foi mais ou menos como ter torneiras com Coca-Cola dispensada a todo o momento.

Mais uma vez uma das marcas mais apreciadas do mundo mostrou a que veio e relembrou as razões porquê foi eleita o anunciante do ano em Cannes Lions 2013.

No primeiro andar, onde até então ficavam os jornalistas, foi feita a exposição em homenagem aos 60 anos do Festival.

Por fim, mas não menos importante, um super upgrade para a imprensa, que passou para o quarto andar do Palais.

Esta mudança levou muitos a reclamarem da distância do evento. Nós adoramos, até porquê a sala conectava diretamente com o espaço reservado às coletivas de apresentação dos resultados, facilitando muito a movimentação. E falando em conectar, novamente sofrível a velocidade de conexão, que por vários momentos impossibilitou os jornalistas de trabalharem. Apesar disso, momentos sem poder trabalhar tornaram-se uma boa desculpa para curtir o ambiente: a vista lá de cima é incomparável. 

E, embora distante do movimento dos teatros, os organizadores da exposição Act Responsible não esqueceu de fazer uma ativação entre câmeras, microfones, gravadores e teclados dos jornalistas.

Para reforçar a presença desta organização que apoia várias comunidades do mundo da propaganda, compartilhando ações de sustentabilidade e responsabilidade social, uma ação de guerrilha tomou conta da entrada da nossa sala.

Um trabalho para chamar a atenção e relembrar a frase logo na entrada do Palais este ano: "Boa parte dos dias usamos o nosso talento para mudar ideias; esta é a nossa oportunidade de mudar vidas."

Confira mais imagens das ativações e bastidores no Facebook e no Instagram (@Promoview)! Assista a cobertura completa em vídeo feita pelo Promoviewer  aqui

Tags: