Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Ativação de marca: live marketing ou digital?

Por: 0. 11 de Maio de 2015

A Era é do digital. Quanto a isso, ninguém mais tem dúvida. Mas, será que no momento de ativação de marca ele tem mais poder do que o live marketing? Na atualidade, o marketing digital tem sido considerado por muitos especialistas como mais eficaz e confiável. No entanto, acaba não fazendo muita diferença para o contexto da comercialização de um produto ser digital ou promocional, cada ferramenta tem os seus prós e contras, dependendo do público que ser quer alcançar. Embora os dois pareçam estar sempre em competição, com o digital querendo superar o promocional, é possível unir os dois de uma forma coerente no momento de ativar uma marca. marketing digitalMuitos pensam que o digital irá superar todas as outras formas de marketing. Mas, existe uma explicação lógica para provar que essa não é uma verdade absoluta. Pode-se dar, como exemplo, a bateria e a energia elétrica. Sendo ambos fontes de energia, a eletricidade nunca será substituída pela bateria, no entanto, sempre será usada como a fonte mais conveniente de energia alternativa. Com o marketing digital e o live marketing é a mesma coisa que a analogia acima: o digital é a bateria e o promocional a eletricidade, porque, na maioria das vezes, uma estratégia digital precisa de uma boa interatividade olho no olho para causar o efeito esperado. O marketing digital é rápido e poder ser facilmente realizado. Ele pode ser disponibilizado em muitos lugares em um único ponto do tempo, e essa é a sua principal vantagem. Em contrapartida, o live marketing tem suas próprias vantagens. Por exemplo: quando se trata do lançamento de determinado produto em um novo segmento de mercado, o marketing digital não é a melhor opção, isso porque as pessoas precisam conhecer a novidade que está sendo lançada e o marketing digital não fornece isso. Além disso, é necessário, também, ganhar a boa vontade das pessoas e criar reconhecimentos de marca. Isso pode ser facilmente alcançado com o live marketing, pois com ele é possível realizar uma demonstração do produto, bem como fornecer itens promocionais gratuitos para torná-lo conhecido mais rapidamente. As primeiras impressões são sempre críticas, e, quando se trata de marketing, é algo que importa muito. Com o marketing digital, nunca será possível prever a reação do consumidor e se o mercado vai acreditar no produto ou não, é um conceito difícil de prever. No entanto, na comercialização de itens promocionais, é possível facilmente decifrar a aceitação. O fabricante sabe a eficiência de seu produto e com a demonstração em tempo real pode saber o que os seus clientes estão achando do seu produto. Estudos revelaram que 90% das pessoas sempre se lembram do momento e quando receberam algum item promocional (Veja aqui o post sobre brindes promocionais). Segundo Gabriel Cruz, o termo "marketing digital" não existe, o que existe é o marketing aplicado ao meio digital. Um exemplo de sucesso é o Facebook que conquistou rapidamente o público, em pouco tempo ultrapassou os concorrentes. A chave foi a simplicidade, a rapidez de execução e a liberdade que o usuário tem ao manusear as suas funções. O uso da rede fez tanto sucesso, que as empresas passaram a investir na criação de um ambiente de comunicação com o cliente, permitindo que elas tenham uma página de negócios por meio das fan pages, e, com isso, uma interação mais rápida como seu target. facebookExistem centenas de ferramentas de marketing digital, no entanto, nem todas são adequadas às diversas empresas e setores. A chave para o sucesso é a combinação do live marketing com as novas ferramentas on-line para desenvolver uma plano de e-marketing que se ajuste às necessidades e características de cada empresa. [caption id="attachment_429998" align="alignleft" width="291"]Donald Whyte. Donald Whyte.[/caption] Donald Whyte, da Innova All Around The Brand, faz a seguinte declaração: "Consumidores procuram informações on-line ou com amigos e familiares quando querem comprar algo – no tempo deles. O brand experience ficou mais relevante, e as campanhas exitosas são aquelas que equilibram as mídias tradicionais com mídia social ebrand experiences no PDV ou em eventos, tudo em formatos diferentes e em telas múltiplas." "A segmentação passou a ser muito mais por estilo de vida ou comportamento do que demográfica. A importância de poder se comunicar diretamente com o consumidor – um a um e de forma relevante para ele –, ficou muito maior. Poder aproximar o consumidor da marca nos momentos relevantes da sua vida gera uma conexão que fideliza os clientes.", conclui Donald. O mercado de live marketing está crescendo a cada ano, aumentando o número de agências especializadas nesse segmento. Atualmente, existem aproximadamente mil agências promocionais em ação no Brasil. [caption id="attachment_429999" align="alignleft" width="222"]Maurício Gallian. Maurício Gallian.[/caption] Na visão de Maurício Gallian, da Out Promo, as grandes marcas estão cada vez mais investindo em ações de live marketing, pois viram, nas ferramentas desse mercado, a melhor opção de estreitar laços de relacionamento com o seu público-alvo. "A parte digital é um complemento para uma ação. Quando criamos uma ação, com certeza o digital é pensado e então esta parte é incorporada à sua ideia, porque hoje todo mundo está conectado, então, você consegue atingir o consumidor, o shopper, por vários caminhos, ou seja, por intermédio do anúncio da internet, numa pesquisa que ele fizer na web, e isso é impactado no ponto de venda por meio de um material, de uma abordagem, enfim, na rua por intermédio de um outdoor, e por aí vai."

Rodrigo Rivellino, da aktuellmix, declara que "Quando a gente fala de ativação, de estratégia de comunicação e ativação de marca, com comprometimento com resultado, sempre vem a pergunta: Até onde precisamos chegar? Fazemos uma campanha linda, desdobramos para um material bacana, só que na hora da venda que retorno teve? Isso é comprometimento de marca e de negócio. A gente costuma chamar de 'Batman e o ROI'. Qual é o ROI, o retorno do investimento? Cada vez mais precisamos estar ligados nisso."

Dessa forma, é possível concluir que não existe uma competição. Não se pode dizer que o digital é melhor que o ao vivo. Existe sim, marcas para serem ativadas e um público a ser atingido. Isso só será possível com agências especializadas, profissionais capacitados e ideias criativas.

A junção do digital com o ao vivo está cada vez mais em alta. Podemos citar como exemplo o Lollapalooza e o Tomorrowland, festivais de música realizados recentemente no País.

As marcas patrocinadoras apresentaram suas estratégias de ativação para os eventos ao seu target por meio do marketing digital, com realização  de promoções com sorteio de ingressos, brindes, entre outros, e, no dia do evento, estavam lá com seus lounges ativando a sua marca ao vivo.

tomorrowland-palco

Ou seja, a palavra de ordem é: vamos ativar!

Tags: