Canal
Geral

As mulheres estão mudando as companhias aéreas

Por: 0 28 de Agosto de 2011

Ao imaginar o arquétipo-alvo das companhias aéreas, certamente um dos primeiros perfis que virão à mente é o de um executivo que viaja com frequencia, na casa dos 40 anos. Bem, talvez isso valesse há uns 10 anos, pois com o crescente poder econômico feminino, tais empresas têm diversificado sua oferta de produtos e serviços para atender a crescente demanda das passageiras. Empresas como Lufthansa e AirFrance estão publicando revistas de bordo para as passageiras "premium", com títulos como Woman's World, enquanto a Asiana, oferece serviços especiais para passageiras grávidas, chamados PreMom. Atualmente, nos EUA, cerca de 40% dos passageiros de negócios e 50% dos viajantes frequentes são mulheres. Assim, os tradicionais kits de bordo tem passado por mudanças, entregando brindes e vantagens com foco nos desejos do sexo feminino. Na Ásia, esses números não são muito diferentes. E a Korean Air é, até o momento, a empresa que oferece mais benefícios. A empresa coreana oferece um lounge exclusivo para mulheres, com alimentação diferenciada, área de cuidado infantil, sala com iluminação especial, espelhos e cadeiras para maquilagem, entre outros mimos. A companhia também já está oferecendo, em alguns aviões, banheiros exclusivos, decorados com papel cor de rosa, trocador para bebês e cosméticos à disposição. Essa iniciativa também já está presente no Brasil: a Gol possui banheiros somente para mulheres em algumas aeronaves. Mas isso não significa que os homens ficam esquecidos: a Lufthansa instalou mictótorios em alguns banheiros masculinos. Por fim, um pouco de "shoppingterapia". A Korean Air foi a primeira empresa a oferecer uma verdadeira loja de freeshop em pleno ar. Desenhada em colaboração com a L'Oréal, o quiosque aéreo apresenta os produtos mais vendidos entre licores, cosméticos, acessórios, perfumes. Aquelas embalagens que contêm vidro possuem um forte ímã na base, para que fiquem expostas sem problemas durante os voos. This article is re-published with kind permission of www.airlinetrends.com.

Tags: