Canal
Geral

<!--:pt-->Ano da França no Brasil intensifica relação profícua<!--:-->

Por: 0 12 de Novembro de 2009

O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Cultura Juca Ferreira fizeram um balanço altamente positivo do Ano da França no Brasil, durante uma série de discursos realizados no dia 10/11, em São Paulo.

france2009logomarca11

Os dois participaram da entrega do 3.º Prêmio de Comércio Exterior França-Brasil, no Hotel Grand Hyatt, evento que integra os Encontros de Inovação França-Brasil - que por sua vez, também faz parte das celebrações do ano comemorativo. Em seu discurso, o presidente afirmou que o Ano da França no Brasil está longe de seu encerramento oficial, no dia 15/11, em um domingo. "O significado do verbo "encerrar" só tem sentido na agenda específica das comemorações. Porque, a exemplo do que ocorre aqui no fórum, estamos no começo de uma caminhada longa e profícua que enriquecerá cada vez mais nossas nações", afirmou o presidente. Lula também lembrou dos números e realizações que mostram a intensificação das relações comerciais, educacionais e culturais entre os dois países: "Somos o quarto parceiro comercial da França. As trocas comerciais franco-brasileiras foram intensificadas em 2009, alcançando quase US$ 9 bilhões. Isso significou uma progressão de 12,8% em relação a 2007". O presidente também citou investimentos na área da defesa e também do significativo aumento de bolsas de estudos oferecidas pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior): "Das cerca de 4.400 bolsas distribuídas esse ano, 27% são para estudos na França. De 2007 para cá, temos mais bolsistas estudando na França do que nos Estados Unidos. Esse é um dado extremamente importante na preferência que o Brasil começa a ter pela França. Traduz a sinergia entre a França e o Brasil e a necessidade de dialogarmos cada vez mais", afirmou. O ministro Juca Ferreira parabenizou todos os que estiveram envolvidos nos cerca de 390 eventos em 22 Estados brasileiros. "Tanto o Ano do Brasil na França, em 2005, quanto o Ano da França no Brasil contribuíram para a retomada de uma relação mais intensa, mais constante, mais profunda, modernizada em todas as áreas". Ferreira lembrou que um dos aspectos mais importantes do Ano foi que a França trouxe para o Brasil uma parte de sua diversidade cultural que boa parte dos brasileiros não conhecia. "Parabéns a todos, o Ano da França no Brasil foi bem-sucedido. Fiquei com receio em um determinado momento pela crise econômica, mas nós conseguimos manter o compromisso. As atividades foram realizadas e o governo brasileiro contribuiu de forma significativa. Em torno de R$ 54 milhões foram investidos, direta e indiretamente, através da Lei Rouanet", disse o ministro, ressaltando que deseja intensificar ainda mais as relações entre os dois países.

Tags: