GERAL

GERAL

Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Ambev fecha parceria com FNM para produzir veículos elétricos

Por: Redação.. 26 de Janeiro de 2021

Mesmo diante de um cenário incerto no setor automobilístico, com empresas saindo do mercado brasileiro, a Ambev fechou uma parceria com a startup Fábrica Nacional de Mobilidades (FNM) para o desenvolvimento de mil veículos elétricos, como caminhões e vans.

A previsão é que esses automóveis estejam nas ruas até o fim de 2023, trabalhando na entrega de bebidas.

O melhor do entretenimento está aqui.

Leia também: Ambev produzirá álcool em gel para doar a hospitais públicos.

A FNM, conhecida também como FêNêMê, foi uma das participantes finalistas da primeira edição do programa Aceleradora 100+ da Ambev, em 2019, com esse projeto de veículos elétricos. 

Desde então, as empresas vêm trabalhando em inovações e tecnologias de ponta que entregam soluções sustentáveis e eficientes para a própria logística da empresa e que podem ser utilizados para clientes nacionais e internacionais.

Para isso, a FNM realizou contrato inédito de cooperação técnica e industrial com a Agrale, a única fábrica de veículos 100% brasileira, que atua há quase 60 anos no mercado nacional e internacional e, junto a Ambev, potencializaram os investimentos em tecnologias limpas para caminhões e outros veículos.

“É motivo de muito orgulho para todos nós ver o projeto de uma startup brasileira se concretizar. Uma inovação que surgiu aqui no Brasil, com muitas colaborações e parcerias e que resultou em um veículo com tecnologias de ponta que agora poderá ser exportado para outros países e outras empresas interessadas.”, diz Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de sustentabilidade e suprimentos da Ambev.

Cada caminhão elétrico do modelo FNM 833 deixará de emitir 126 mil quilos de CO2 por ano. O veículo piloto rodará nas rotas de entrega de bebidas no Rio de Janeiro, com autonomia de até 100km por dia. 

A recarga total dos caminhões será feita por “Wallbox com tomadas CCS2” em até quatro horas, conectadas na rede de 380Volts nos próprios centros de distribuição da Ambev, espalhados pelo Brasil, e que já operam com energia solar, como o caso do CDD (Centro de Distribuição Direta) em Joinville, no Norte de Santa Catarina. 

Após testes na sede da fábrica da FNM, que fica dentro da fábrica da Agrale em Caxias do Sul (RS), os caminhões vão começar a rodar.

“Para entregar esse serviço, realizamos um anteprojeto para definir as necessidades de cada cliente, como é o caso da Ambev, sempre aliando produtividade com redução de custos - em modelo de negócio baseado em contratos de pré-vendas, com planilha aberta e pagamento antecipado.”, disse Ricardo Machado, CEO da Obvio! + FNM.

O caminhão FNM vem 100% conectado aos sistemas de TI da Ambev, trazendo em tempo real as informações de rota e performance para a área de monitoramento da empresa e informações como trânsito, trajetos e características do cliente. 

O veículo também conta com novas tecnologias focadas na segurança, como um sistema anti-colisão com inteligência artificial e câmeras integradas.

“Em 2019, quando firmamos uma inovadora parceria com a FNM, nos unimos a experiência da nossa produção de caminhões com a tecnologia de tração elétrica de ponta com TI integrada da FNM. Com isso, comemoramos essa parceria com o anúncio da produção da “pré-série” dos caminhões FNM833 de 18 toneladas para a Ambev.”, afirma Hugo Zattera, presidente da Agrale.

Essa união fará com que a Ambev já tenha contratado metade da frota de caminhões para rodar com energia limpa até 2023 e, portanto, com emissão zero de carbono. 

Esta é mais uma iniciativa para reduzir em 25% a emissão de CO2 em toda sua cadeia até 2025, um compromisso assumido pela companhia em 2018 e que conta com outras iniciativas que podem ser conferidas no site da marca

 

Foto: Divulgação. 

Tags: sustentabilidade | ambev | veículos | elétricos