Canal
Geral

Alagoas na rota de turismo de negócios

Por: 0 9 de Maio de 2012

Dotado de teatro, pavilhões, auditórios, salas de reunião e espaço vip, o Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso vem se consolidando como o principal palco de eventos e shows em Alagoas. Com uma área de circulação de 2.700 m² – fora os ambientes fechados e o estacionamento –, o local já está com a agenda lotada até o início do próximo ano. Na pauta, estão desde acontecimentos de grande porte, como a Feira Internacional da Mulher e o Congresso do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, até projetos voltados para escolas da capital alagoana. Segundo o superintendente do Centro de Convenções, Eduardo Toledo, as atividades estão começando a mudar o perfil turístico do Estado. [caption id="attachment_193983" align="alignleft" width="560" caption="Com boa estrutura, Centro de Convenções tem atraído para Alagoas eventos nacionais e internacionais (Foto: Primeira Edição)."][/caption] “O centro está equilibrando o fluxo de turistas que vêm a Alagoas. O Estado sempre teve um foco mais voltado para o verão, para o turismo de passeio. Hoje, estamos também na rota de negócios, incluindo aí até os internacionais, como o 24º Congresso Panamericano de Arquitetura”, expõe Eduardo Toledo, lembrando que cada um desses eventos leva de sete a nove dias para montagem e desmontagem. O fato também tem ajudado, por meio de uma parceria com o Maceió Convention & Visitors Bureau, fundação que atua com o intuito de fomentar a cadeia produtiva do destino Alagoas – no crescimento da ocupação hoteleira. “Buscamos eventos também para a baixa temporada, quando os hotéis estão com uma ocupação menor, e temos conseguido bons resultados”, acrescenta. Eduardo ressalta que, além da agenda de eventos, o espaço também recebe uma série de ações culturais. “A procura tem sido grande, tanto para shows e peças para adultos quanto para infantis. Temos uma fila de espera também para pautas culturais, mas, como elas são mais flexíveis, fica mais fácil de encaixar”, conta o superintendente. Para manter o bom fluxo de eventos, o Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso está investindo em uma série de melhorias. A primeira delas foi a implantação do novo sistema de combate a incêndio – todo automatizado – e de monitoramento eletrônico, feito com 38 câmeras espalhadas pelos diversos ambientes. O estacionamento também passou por reformas, faltando apenas adefinição do método de cobrança, que poderá ser por concessão ou administrado pelo próprio centro, para entrar em funcionamento. Ao todo, agora são 600 vagas para automóveis, 12 para ônibus, 24 para vans e 44 para portadores de necessidades especiais, além de 150m² para motocicletas. Fonte: Primeira Edição

Tags: