Este canal é patrocinado por
Este canal é patrocinado por

Agora quer cair dentro? Cai fora

Por: 0. 5 de Novembro de 2012

Por Cássia Tavares João Promo era o carinha dos brindes; do leve três, pague dois; da degustação de cafezinho no supermercado. Uma figura que era conhecida, alguém que sempre tinha algo pra oferecer mas que ninguém botava fé. Era quem interagia e intermediava a relação marca x target. Muitos diziam: "Cara, você até que é legal, mas sabe o que que é? Não tô investindo em você porque, veja bem, uma propaganda na TV é melhor do que isso que tens pra me oferecer. Seu trabalho é legal, mas não acho que vá longe..." As coisas funcionavam assim. Confesse, no lugar dele, você provavelmente desistiria. Mas não foi o que aconteceu. Hoje, o antigo João, atende por nome de marketing promocional. Nome de peso, que movimenta uma fortuna de aproximadamente R$ 46 bilhões ao ano.

Agora, todo mundo quer investir nele. Isso é bom? Ruim? Depende do ponto de venda, ops, de vista. Gente de todos os cantos, que torciam o nariz pro below the line (sim, estou falando de agências de publicidade que aceitam e correm atrás de jobs que não são deles e que eles odiavam, só porque agora está na moda), agora parecem amar essa parte do mercado. Quem te viu, quem te vê! Ao invés de chorar pelo "case reprovado", abrir a boca pra reclamar ou fechar a mente pra criações, pense comigo: se há agências feitas especialmente para atender as necessidades do marketing promocional, pra quê diabos as agências de publicidade vêm se meter no nosso espaço, sendo que na maioria dos casos não conseguem entregar e "terceirizam" para quem sabe fazer: as agências promo. Mas pior ainda são as agências de marketing promocional que se contentam em ser contratadas pelas agências de publicidade para executar as "criações" destas. Tá na hora destas agências promocionais se conscientizarem que podem atender direto, não precisam de mais ninguém entre elas e o cliente, que no final paga a conta! O que está (se é que está) faltando? É muita demanda pra pouca agência promo? Inexperiência de quem contrata? Publicidade cobra mais barato? Falta de divulgação? Infelizmente esta pergunta ainda não foi respondida. O que espero, sinceramente, é que as agências promocionais tomem uma atitude em relação a isso. Hoje, pode ser meio gato pingado de 'publi' desenvolvendo ações que deveriam ser suas. Amanhã, pode ser que eles mudem o nome de marketing promocional para 'Advertising Promocional'. Apocalíptico? Talvez. Mas melhor prevenir do que remediar.

Tags: