Canal
Geral

Aeroporto de Manaus é o segundo pior das cidades-sede

Por: 0 29 de Maio de 2013

O Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, de Manaus, junto com o Galeão, no Rio de Janeiro, é o segundo pior do Brasil, no ranking das cidades que vão receber a Copa do Mundo de 14. É o que revelou a pesquisa da Secretaria de Aviação Civil (SAC). Check-in, transporte público, limpeza e bagagem são avaliados como os piores serviços. O aeroporto de Manaus ficou com 3,51 pontos em uma escalada que vai de um a cinco e que avaliou acesso ao aeroporto, check-in, inspeção de segurança, instalação aeroportuária, ambiente do aeroporto, emigração e imigração e aduana. A cidade ficou abaixo da média nacional (3,81) e só não foi pior que Cuiabá (MT), com 3,46 e igualou-se ao Galeão (RJ) com 3,51.

Os dados foram coletados durante o primeiro trimestre de 2013 e apontam que o transporte público até o Aeroporto Eduardo Gomes foi o serviço mais desfavorável aos passageiros. O item ficou com nota de 2,9, a mais baixa dentre todos os 15 locais pesquisados. Manaus ficou no mesmo nível de Brasília. A disponibilidade de táxis no aeroporto local também não foi satisfatória e ficou na última posição (3,3). O serviço de check-in no Aeroporto Eduardo Gomes foi o pior do Brasil nos três quesitos avaliados. Em eficiência, fechou o primeiro trimestre de 2013 com 3,6, seguido de Cuiabá (3,9). No tempo de espera na fila do check-in, Manaus também ficou em último lugar (3,6), assim como no atendimento (3,6). A cordialidade dos funcionários da aduana do aeroporto de Manaus é apontada como negativa pelos passageiros e puxa a lista dos piores com 3,7. Outro problema das reclamações foi a integridade das bagagens. Com nota de 3,2, o Aeroporto Eduardo Gomes passou longe da média nacional (4). Galeão com 3,4, Guarulhos (SP) e Confins (MG) com 3,5 aparecem em seguida na lista. A disponibilidade de carrinho para transportar a bagagem também não é satisfatória para o passageiro que embarca em Manaus. A pontuação foi a pior com 3,2, distante da média geral (4,3) e do segundo pior Cuiabá (3,8). Limpeza No quesito limpeza geral do aeroporto, a capital do Amazonas foi a pior com 3,4 pontos. A limpeza específica dos banheiros também causa dor de cabeça aos passageiros em Manaus. A satisfação dos entrevistados ficou em 3,5, atrás somente do Galeão (3,3). Atendimento no setor de emigração, segurança, rigor na inspeção de segurança, facilidade de encontrar caminhos no aeroporto e distância de caminhada no terminal de passageiros em Manaus também foram classificadas como uma das piores do Brasil.

Do total de 41 quesitos avaliados, o aeroporto de Manaus ficou em primeiro em 14, ou seja, teve as piores notas.

Tags: