Canal
Geral

AD Dialeto nasce para associar engajamento e performance

Por: 0 23 de Maio de 2011

Desenvolver estratégias com foco no marketing on-line mas também utilizando o off-line como suporte associando engajamento com performance. Esta é a proposta da AD Dialeto, nova agência digital full service que nasce da fusão da Dialeto, de Renato Abdo, especialista em social media, com a AD.Brazil, de Leonardo Cid Ferreira e Sergio Lima, focada em geração de vendas, principalmente para empresas de comércio eletrônico.

De olho nas oportunidades geradas pelas novas mídias, a AD Dialeto já inicia suas operações com mais de 50 clientes, 75 colaboradores diretos, previsão de faturamento de R$ 9 milhões para este ano e o apoio do novo fundo brasileiro Ceiba, que identificou na associação das duas agências um grande potencial justamente por contarem com expertises complementares para atender os novos desafios de posicionamento de marcas dentro de um cenário em que é preciso não apenas estabelecer relacionamentos duradouros com os clientes, mas efetivamente converter vendas. “As agências ainda carecem de um modelo que permita desenvolver estratégias eficazes de engajamento que conquistem, fidelizem e, acima de tudo, maximizem o investimento em mídia. Vínhamos buscando uma agência que pudesse somar performance ao nosso know how em social media e identificamos na AD.Brazil um parceiro capaz de agregar este valor ao nosso negócio. Como já tínhamos o Ceiba como investidor decidimos fazer a fusão e deixar 50% do capital nas mãos do fundo. A fusão certamente será muito benéfica para nossos clientes, que passarão a contar com esta poderosa associação de engajamento com performance”, explica Renato Abdo. “Sabíamos que para escalar nosso negócio teríamos que integrá-lo com estratégias de social media, já que as redes sociais estão se transformando, cada vez mais, na porta de entrada de consumidores para as lojas virtuais e de qualquer empreendimento on-line. ‘Social Commerce’ é, sem dúvida nenhuma, um dos grandes tópicos do momento. Estamos confiantes de que a fusão com a Dialeto irá nos trazer as ferramentas que precisávamos para consolidar nossa atuação como uma agência focada em performance. Outro benefício desta fusão é que com o crescimento de alguns clientes temos agora o desafio de cuidar do ‘branding’ do cliente e a Dialeto traz uma bagagem enorme neste aspecto”, acrescenta Leonardo Cid Ferreira. “Estávamos em busca de um modelo que estivesse realmente na vanguarda do mercado digital e estamos confiantes que esta integração de engajamento com performance traz para o mercado publicitário o que as empresas estão buscando e ainda não encontram em uma agência: a capacidade de transformar suas audiências na Internet em consumidores fiéis”, pontua Frederic Poirot, do Ceiba, que informa ter R$ 30 milhões para investir em empresas de Internet. Engajamento Fundada em 1998, a Dialeto nasceu como uma agência digital e em 2007 passou a mirar as mídias sociais, definindo como missão ajudar seus clientes a facilitar o engajamento dos consumidores com as marcas. “Nosso objetivo sempre foi fazer com que os consumidores falem sobre e com as marcas”, define Renato Abdo. Para isso, além de desenvolver social apps (aplicativos para mídias sociais), a agência conta com tecnologias voltadas para análise e compreensão do comportamento dos consumidores. “Não se trata apenas de ferramentas tecnológicas, mas de um conhecimento humano que nos permite analisar dados profundamente e transformá-los em estratégia de comunicação”, explica Abdo. Entre os clientes que integram a carteira da Dialeto e passam agora a ser atendidos pela AD Dialeto estão empresas como TAM, Lenovo, Motorola, Liberty Seguros, UBISoft, Clinique e Mantecorp. Publicidade on-line full-service A AD.Brazil iniciou suas operações em 2007 com Sergio Lima, um planejador de mídia que já tinha atuado em agências digitais e que, na época, decidiu criar seu próprio negócio, a Limonada Virtual. Dois anos depois, Sergio sentiu a necessidade de contar com um gestor e recebeu a proposta de Leonardo Cid Ferreira, que comprou 56,5% da agência e mudou seu nome para AD.Brazil. Em dois anos, a agência passou de cinco para 35 funcionários e viu seu faturamento crescer 950%. Focada em comércio eletrônico, a AD.Brazil tem em seu portfolio clientes como Hope, Passarela Calçados, Lojas Marisa, Jequiti, BidShop, SBT, ClickOn, Consórcio Rodobens, Compre da China e Canon. De acordo com Leonardo, sua atuação é full-service na publicidade on-line, ou seja, cuida de todo marketing digital do comércio eletrônico de seus clientes, do layout do site à criação de banners, do planejamento de mídia on-line ao SEO, das campanhas em comparadores de preços até a navegabilidade do site.

Tags: