Canal
Geral

Ação promo poderá ajudar desarmamento

Por: 0 16 de Abril de 2011

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou no dia de ontem (11/04) que o governo decidiu, em parceria com entidades da sociedade civil, antecipar para maio o lançamento da campanha do desarmamento. Um concurso popular poderá ser promovido para criação da logomarca da campanha. Por sugestão do governo, a campanha deverá começar no próximo dia 06/05, quase um mês depois da tragédia na escola de Realengo, no Rio de Janeiro, que resultou nas mortes de 12 crianças e do atirador. A campanha vai durar até o final do ano, segundo o ministro.

“Ficou absolutamente caracterizado que quando se realiza essas campanhas você tem uma redução muito forte na mortalidade, que se reduz mais de 50% no Brasil. Tínhamos previsto realizar uma campanha em junho, mas diante dessa tragédia decidimos sugerir a antecipação. Essas campanhas não são feitas sozinhas, são feitas em conjunto com a sociedade civil”, disse o ministro. Um conselho, formado por integrantes do Governo Federal e de representantes da sociedade civil vai coordenar a implementação da campanha no País. “Estamos muito felizes - tristes pela tragédia -, mas felizes em poder colaborar com a campanha que vai ser melhor que a de 2004. Ninguém pode ser contra uma campanha voluntária. Estamos felizes com essa atitude e confiantes em uma campanha ainda maior. Estamos otimistas que esta tragédia não foi em vão. Ela vai nos ajudar a construir um País sem armas”, disse Antônio Rangel, representante do Viva Rio. Segundo ele, há 14,5 milhões de armas em circulação no País.

[caption id="attachment_107939" align="aligncenter" width="580" caption="Coibir uso de brinquedos em forma de arma pode auxiliar a resolver o problema? Dê sua opinião"][/caption]

Tags: